Google mostra novas imagens antes e depois de maremoto de 2011

A catástrofe de 11 de março de 2011 causou mais de 18 mil mortos e desaparecidos e o pior acidente nuclear desde Chernobil

O serviço de cartografia digital do Google publicou esta semana novas imagens que mostram toda a costa nordeste do Japão antes e depois do maremoto de março de 2011.

A poucos dias do quinto aniversário da catástrofe, que a 11 de março de 2011 causou mais de 18 mil mortos e desaparecidos e o pior acidente nuclear desde Chernobil (abril de 1986), a empresa norte-americana de serviços 'online' apresentou novas imagens digitais, a 360 graus, de 82 municípios da região.

Natori na prefeitura de Miyagi

As imagens mostram, entre outras localidades, a cidade de Onaga, na prefeitura de Miyagi, onde se está a elevar o solo, a diferentes níveis, como medida contra as ondas gigantes.

Nas fotografias de Namie, poucos quilómetros a sul da acidentada central nuclear de Fukushima Daiichi, é possível ver edifícios danificados e abandonados. A localidade foi completamente evacuada e as autoridades proibiram a entrada na zona depois do acidente nuclear.

"Esperamos que as fotos possibilitem a todos uma comparação entre o passado e presente nas áreas afetadas e uma reflexão sobre a recuperação da região", indicou Wakaba Ohkura da equipa Google Japão à cadeia pública japonesa NHK.

Natori, na prefeitura de Miyagi

As imagens, obtidas pela Google logo após a catástrofe de 11 de março de 2011 e durante os trabalhos de reconstrução posteriores, fazem parte de um projeto criado no mesmo ano da tragédia para memória futura.

O projeto inicial, denominado "Mirai e no kioku" (recordações para o futuro), foi lançado pela empresa norte-americana em maio de 2011 para levar as pessoas a partilhar e comentar fotografias das áreas afetadas antes e depois do 'tsunami'.

Últimas notícias

Contéudo Patrocinado

Mais popular