Autores preparavam ação de grande envergadura

Os suspeitos detidos são três marroquinos e um espanhol, e nenhum deles com antecedentes ligados ao terrorismo

Os autores dos atentados de Barcelona e Cambrils, que provocaram pelo menos 14 mortos e 135 feridos, estavam a preparar uma ação de "grande envergadura", afirmou hoje em conferência de imprensa o porta-voz da polícia catalã.

"Eles estavam a preparar um ou vários atentados. A explosão de Alcanar permitiu evitar (...) atentados de grande envergadura", disse Josep Lluis Trapero, aludindo à explosão de uma casa, na quarta-feira, que provocou um morto.

Alcanar fica 200 quilómetros a sul de Barcelona, e os ocupantes, segundo a polícia, estavam a preparar um engenho explosivo.

Na conferência de imprensa, Josep Lluis Trapero disse que as autoridades ainda não identificaram o condutor da furgoneta envolvida no ataque em Barcelona.

O porta-voz da polícia catalã acrescentou que os suspeitos detidos são três marroquinos e um espanhol, e nenhum deles com antecedentes ligados ao terrorismo.

Espanha foi alvo na quinta-feira e hoje de dois ataques terroristas, em Barcelona e em Cambrils, Tarragona, que fizeram 14 mortos e 135 feridos.

O ataque de Barcelona, em que uma furgoneta branca avançou sobre a multidão nas Ramblas, grande avenida do centro da capital catalã, matando 13 pessoas, foi reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico.

Horas depois, de madrugada, cinco homens a bordo de um automóvel Audi A3 atropelaram um grupo de pessoas em Cambrils, Tarragona, uma estância balnear a cerca de 100 quilómetros de Barcelona, fazendo um morto e cinco feridos.

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Mundo
Pub
Pub