Desinformação: os atropelos à verdade cometidos nas redes sociais

A fotografia que mostra a sala de espetáculos Bataclan antes dos ataque terroristas também é falsa

Muitas imagens alteradas e informações erradas sobre os atentados de Paris circulam pelas redes sociais

Os atentados de Paris mostraram mais uma vez como a informação circula a uma velocidade estonteante nas redes sociais, sobretudo quando tudo acontece muito rapidamente, como na sexta-feira à noite, e como invariavelmente alguma da informação que circula é falsa. Aliás, a polícia de Paris pediu mesmo ao público para evitar difundir "informação e rumores falsos", de forma a evitar confusão e pânico.

Algumas das informações falsas divulgadas durante o sábado, um dia depois dos ataques em Paris, foram partilhadas mais de dez mil vezes, sem que os utilizadores soubessem que eram falsas. Algumas eram apenas imagens descontextualizadas, outras tinham potencial para causar confusão.

A fotografia anterior demonstra, segundo a legenda, a alegria que se espalhou pela cidade de Gaza, na Palestina, após os atentados terroristas que mataram 129 pessoas e feriram outras 352 na França mas, na verdade, foi completamente descontextualizada. A imagem foi tirada em 2012, após um acordo de cessar-fogo entre a Palestina e o Israel, quando as pessoas saíram à rua para celebrar.

As fotografias que mostram as ruas da capital francesa completamente vazias tiradas, supostamente, no sábado, foram tiradas muitos meses antes, segundo o Le Monde. A primeira é de agosto de 2014, a segunda é de 2012, a terceira é de 2006 e a última foi tirada no ano de 2011. Todas tiradas em contextos e datas diferentes, juntas as fotografias retratam uma cidade quase vazia.

A fotografia que supostamente mostrava uma manifestação de apoio dos alemães à nação francesa foi tirada numa manifestação contra a imigração em 2014.

Algumas pessoas partilharam a fotografia acima como tendo sido tirada dentro da casa de espetáculos Bataclan, um dos locais atacados pelos terroristas, apesar de a descrição dizer claramente que foi tirada em Dublin, na Irlanda, onde os Eagles of Death Metal atuaram dias antes.

O Empire State Building, em Nova Iorque, não foi iluminado com as cores da bandeira francesa, ao contrário do que esta fotografia mostra. Para o provar, veja a fotografia do mesmo edifício tirada poucos minutos depois da primeira.

A informação de que houve um incêndio de origem criminosa num centro de refugiados em Calais, no norte da França, que circulou logo na sexta-feira à noite e que fez temer retaliações contra os refugiados, só é parcialmente correta e está desatualizada. Houve um incêndio foi causado por uma fuga de gás no dia 2 de novembro e outro na noite de 13 para 14, mas, segundo o jornal Le Monde, que cita fonte da câmara de Calais, foi "claramente acidental".

Circulou também na tarde de sábado a notícia de que a polícia francesa perseguia um carro com homens fortemente armados, que nunca chegou a ser confirmada.

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular