Crise, chuva e dengue obrigam 48 cidades a cancelar o Carnaval

Na cidade do Rio de Janeiro, já começaram as festas

Mesmo no caso onde se mantêm os festejos, orçamentos foram reduzidos.

Pelo menos 48 cidades de oito estados brasileiros foram obrigadas a cancelar as festas de Carnaval por causa da crise económica que atravessa o país, mas também para fazer face ao mau tempo ou à epidemia de dengue.

Segundo os cálculos do site G1, quase meia centena de cidades de Goiás, Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondonia e Tocantins decidiram anular todos os preparativos para poder fazer face às obrigações orçamentais.

Noutras cidades, a maioria no interior de São Paulo, a maior festa do país foi cancelada para que os recursos possam ser usados a combater a dengue, cujos casos aumentaram no último ano, ou na reconstrução de áreas destruídas pelas chuvas de janeiro.

Mesmo no caso das cidades em que as festas se mantêm, há uma redução do orçamento. O Carnaval de Belo Horizonte (Minas Gerais), por exemplo, terá um orçamento dois milhões de reais (452 mil euros) inferior ao do ano passado.

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular