Sagrada Família evacuada devido a falsa ameaça terrorista

Operação antiterrorista motivada por suspeitas em relação a uma carrinha estacionada nas imediações

A polícia catalã traçou na tarde desta terça-feira um perímetro de segurança em torno da Sagrada Família, em Barcelona, devido a um alerta terrorista que não se veio a confirmar.

O templo foi evacuado e a zona circundante foi desimpedida para que a polícia pudesse analisar uma carrinha considerada suspeita que estava estacionada nas imediações. Os Mossos d'Esquadra já confirmaram que se tratou de um falso alarme.

A polícia chegou a evacuar a estação de metro junto do templo, bem como todo o comércio, e pediu aos locais e turistas que recorressem a percursos alternativos para circularem na área. Para o local, foi deslocada uma brigada de minas e armadilhas e várias unidades dos Mossos d'Esquadra, para comprovarem a veracidade da ameaça. A Sagrada Família atrai diariamente milhares de turistas de todo o mundo.

A polícia da Generalitat, apoiada pela polícia urbana, cortou o trânsito nas imediações, entre as ruas de Sardenya, Roselló e Provença.

Na origem deste dispositivo esteve inicialmente um aviso recebido pelos Mossos d'Esquadra, que foi emitido pelo Centro de Inteligência contra o Terrorismo e Crime Organizado (CITCO) espanhol. O organismo recebeu esta terça-feira um alerta de "reduzida credibilidade" de um serviço de informações estrangeiro, que indicava a possibilidade de atentados terroristas em Espanha e França num prazo de 48 horas. Este mesmo alerta mencionava que os ataques poderiam ser cometidos por cinco 'jihadistas', sem acrescentar mais pormenores.

Durante toda a tarde, informa o El País, a polícia controlou os veículos que chegavam às principais entradas de Barcelona, operações que provocaram filas de trânsito que atingiram aos seis quilómetros. Na semana passada, as autoridades chegaram a encerrar as estações da linha 3 do metro de Barcelona, em Fontana e Lesseps, também devido a um falso alarme.

No mês passado, morreram 16 pessoas num duplo ataque terrorista na Catalunha, em Barcelona e Cambrils. Entre as vítimas mortais contam-se duas mulheres de nacionalidade portuguesa, que foram atropeladas nas Ramblas.

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Mundo
Pub
Pub