Atentado de Paris: Le Pen pede restabelecimento das fronteiras

Marine Le Pen é a candidata da Frente Nacional, um partido de extrema-direita

A candidata da extrema-direita às eleições presidenciais francesas defende a expulsão dos estrangeiros que estejam a ser monitorizados pelas secretas, por suspeita de atividades ligadas ao terrorismo

"A este Governo efémero, gerido pela inação, peço que ordene o restabelecimento imediato das nossas fronteiras nacionais", afirmou a candidata, numa declaração à imprensa, na sua sede de campanha em Paris, condenando ainda a "frouxidão penal" dos governos de esquerda e de direita dos últimos anos. Marine Le Pen defendeu ainda que sejam expulsos todos os estrangeiros que estejam na lista de suspeitos vigiados pelos seviços secretos, por atividades ligadas ao terrorismo.

Um polícia foi morto e dois ficaram gravemente feridos na quinta-feira à noite, quando um homem disparou contra o veículo em que seguiam na avenida dos Campos Elísios, no centro de Paris. O atacante foi morto por outros agentes da polícia francesa.

O Presidente francês, François Hollande, que convocou um Conselho de Segurança para a manhã de hoje, afirmou que o caso está a ser investigado pela secção antiterrorista da procuradoria de Paris e que as pistas que poderão conduzir a investigação "são de ordem terrorista".

As autoridades francesas afirmaram que o autor do ataque é francês e estava identificado como extremista por ter manifestado a intenção de matar polícias, segundo fontes próximas do inquérito, citadas pela AFP.

O ataque ocorreu a três dias da primeira volta das eleições presidenciais em França, em que a segurança é um dos temas em destaque, após vários ataques terroristas no país nos últimos anos.

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular