Arábia Saudita quer tornar o Mar Vermelho um destino turístico de luxo

O projeto de desenvolvimento turístico irá transformar 50 ilhas no Mar Vermelho em resorts de luxo

A Arábia Saudita lançou um projeto de desenvolvimento turístico que transformará 50 ilhas do Mar Vermelho em resorts de luxo. A construção dos novos resorts deverá ter início em 2019 e a primeira fase incluirá a construção de um novo aeroporto, bem como hotéis de luxo e habitações, segundo a BBC.

Os turistas e visitantes dos resorts poderão também visitar as antigas ruínas de Madain Saleh, classificadas como património mundial da Unesco, e dedicar-se a atividades como paraquedismo, escalada e trekking.

O projeto de turismo faz parte de um programa, batizado de "Visão 2030", liderado pelo príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, sendo que a construção dos resorts no Mar Vermelho será feita ao longo de 200 quilómetros do litoral oeste saudita.

Durante o período de construção serão protegidos recifes de corais, vulcões adormecidos e ainda uma reserva natural habitada por animais selvagens raros, como leopardos-árabes e falcões.

Para diversificar a economia saudita e atrair turistas e visitantes, o país irá atenuar as restrições impostas aos vistos estrangeiros na zona turística, mas não é claro se outras restrições, nomeadamente as relacionadas com a religião, serão levantadas.

Em público, as mulheres devem usar abayas - um género de túnica comprida que completa a indumentária árabe feminina - e um lenço na cabeça se forem muçulmanas.

Álcool, cinemas e teatros são também proibidos na Arábia Saudita.

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Mundo
Pub
Pub