Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Esposende

Pena suspensa para educadora acusada de maus-tratos

por Por Agência Lusa, publicado por Alfredo Teixeira  

O Tribunal Judicial de Esposende condenou hoje uma educadora de infância a cinco anos de prisão, com pena suspensa, por quatro crimes de maus-tratos cometidos sobre bebés que tinha a seu cuidado.

Para beneficiar da suspensão da pena, a arguida não poderá, também num período de cinco anos, exercer a profissão de educadora ou qualquer outra que implique contactos com menores de 18 anos.

A arguida foi ainda condenada a pagar um total de 7.500 euros aos pais de três das crianças que maltratou.

Os factos registaram-se na creche do Centro Infantil A Gaivota, em Esposende, onde a arguida trabalhou durante 23 anos, até ser despedida, na sequência dos maus-tratos.

Segundo o tribunal, os maus-tratos decorreram ao longo de quase dois anos, com especial incidência em 2011, e começaram depois de a arguida ter sido colocada pela direção a dirigir crianças entre os cinco meses e os dois anos.


Patrocínio
 
1186Visualizações
5Impressões
11Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 


PUB
NOS ConferênciaPrémioInovaçãoNOS - DN Destaque

Especiais

Recuar
Avançar
PEPE Jornadas Empreendedorismo Turismo - DN Destaque
Continente UVA D'OURO 2015 DN 300x100
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Que avaliação faz ao combate ao crime em Portugal?

Muito positiva
Positiva
Negativa

Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper