Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Grande Investigação DN

Caso Relvas leva Lusófona a anular doutoramento

por Marina Marques, Rui Marques Simões, Rui Pedro Antunes, Sílvia Freches e Sónia Simões  

Universidade Lusófona em Lisboa
Universidade Lusófona em Lisboa

A dissertação de Jorge Gregório foi aceite em 2009 pelo então diretor do curso, Fernando Santos Neves, o mesmo que assinou as equivalências do ministro. O advogado e professor da casa já tinha tentado entregar a tese na Universidade Portucalense, mas esta foi recusada. Agora a Lusófona retirou-lhe o grau por suspeita de plágio

O ex-subdiretor do Instituto Superior de Ciências da Administração (ISCAD) do Grupo Lusófona, Jorge Gregório, perdeu o grau de doutor em Ciência Política por plágio, depois de o DN ter pedido àquela instituição apontamentos do júri sobre a tese. O trabalho científico, depositado na Biblioteca Nacional e dedicado ao presidente do Conselho de Administração daquele grupo, Manuel Damásio, foi recusado pela Universidade Portucalense em 2009. Mas aceite, nesse ano, pelo diretor do doutoramento, Fernando Santos Neves - o mesmo professor que assinou o processo de creditação do ministro Miguel Relvas.

A informação foi confirmada pela Universidade na sequência de um outro pedido do DN, feito a 29 de outubro, sobre a tese depositada em 2010 na Biblioteca Nacional com o título Terrorismo de Estado e Violação dos Direitos Humanos, de Jorge Gregório.

"No que se refere à existência da referida tese (...) só pode ser um lapso na medida em que o grau equivalente à defesa da referida dissertação nunca foi concluído na nossa instituição", diz a nota da Lusófona, enviada no último domingo, que enumera três razões possíveis: "A tese ter sido submetida mas não defendida; tese defendida mas não aprovada pelo júri; tese defendida e aprovada pelo júri mas não reconhecida nem validada pelos órgãos máximos da Universidade." Este último ponto - que o DN apurou ter-se verificado - "pode ter várias origens, desde a deteção de plágio ao não cumprimento das obrigações curriculares por parte do eventual candidato", explica a reitoria.

O DN insistiu, uma vez que o autor da tese estava mencionado na página da Internet da Universidade como sendo subdiretor do ISCAD, professor e doutorado por aquela instituição em Ciência Política.

E a Lusófona justificou o procedimento com o facto de aquele curso não ter sido acreditado pela agência A3ES - o que acontece desde o ano letivo passado. "O senhor reitor produziu no início de setembro um despacho no sentido de se proceder à verificação, pelo gabinete de gestão da qualidade, da idoneidade e integridade dos trabalhos de doutoramento que foram até à data submetidos à Faculdade de Ciência Política e Relações Internacionais", diz. Mais: verificaram-se "irregularidades insanáveis que conduziram à cassação do título de doutor a Jorge Gregório e à cessação imediata das funções que vinha desempenhando, o que foi aceite e reconhecido pelo próprio". Mesmo assim, o DN sabe que Gregório, até sexta-feira, ainda deu aulas naquela universidade.


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
20818Visualizações
35Impressões
153Comentários
12Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 
Comentar

Caracteres disponíveis: 750

Receber alerta de resposta Aparecer como Anónimo
Lembrar dados pessoais
  • Comentar

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O DN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Receber alerta de resposta - será enviado um alerta para o seu e-mail sempre que houver uma resposta ao seu comentário. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados. Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

Se tem conta, faça Login

Email

Password

Legenda

Utilizador RegistadoUtilizador Registado    Utilizador Não RegistadoUtilizador Não Registado





PUB

Especiais

Recuar
Avançar
BT Edições Multimédia
Epaper
Ocasião/Zaask - Destaque 300x100 DN



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Pensa que Jorge Jesus devia entrar na lista para o prémio de Melhor Treinador do Mundo?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper