Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Vila do Conde

4 GNR detidos por abuso de poder, peculato e corrupção

por Lusa, texto publicado por Isaltina Padrão  

Quatro militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) do Posto Territorial de Vila do Conde foram hoje detidos por suspeita de "crime de abuso de poder, peculato e corrupção", informaram fontes da Polícia Judiciária (PJ) e da GNR.

A investigação policial da PJ, iniciada em maio de 2011 e com a "estreita" colaboração da GNR, foi desencadeada após a deteção de "comportamentos ilícitos por parte dos militares", lê-se no comunicado de imprensa que a GNR enviou à comunicação social.

A deteção dos comportamentos ilícitos foi feita pelo comandante do Destacamento Territorial de Matosinhos, que "participou os factos à autoridade judicial", acrescenta a mesma nota de imprensa.

A PJ acrescenta, também num comunicado de imprensa enviado hoje à comunicação social, que, no âmbito diligências hoje realizadas, foram apreendidos "diversos documentos", que vão seguir para análise com o objetivo de obter um "esclarecimento total" daqueles comportamentos ilícitos.

Os quatro detidos, um sargento e três guardas, vão ser ouvidos na quarta-feira num primeiro interrogatório judicial para conhecerem quais as medidas de coação a aplicar.

Os militares detidos hoje pelo Comando Territorial do Porto estão sob custódia da GNR.


Patrocínio
 
4093Visualizações
2Impressões
22Comentários
1Envio
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 
Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password




PUB

Especiais

Recuar
Avançar
Coleção DN 150 anos - DN Destaque
BT Edições Multimédia
Epaper
Ocasião/Zaask - Destaque 300x100 DN (Pintura) (22-24Nov)



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Como classifica a atuação da justiça portuguesa nos últimos meses?

Muito boa
Boa
Média

Muito má
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper