Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Guimarães

Prisão para líder de grupo que burlava seguradoras

por Lusa, publicado por Luís Manuel Cabral  

O dono de uma oficina de automóveis de Guimarães detido pela GNR no âmbito de uma investigação relacionada com burla a seguradoras vai ficar a aguardar julgamento em prisão preventiva, disse hoje à Lusa fonte policial.

Segundo a fonte, aquele homem, de 53 anos, seria o alegado líder de um grupo suspeito de lesar uma dezena e meia de seguradoras em meio milhão de euros.

Na operação desenvolvida na terça-feira, pela GNR, foram ainda detidos mais três homens, entre os quais um militar do Exército, que ficam a aguardar julgamento em liberdade, mas com a obrigatoriedade de se apresentarem duas vezes por semana às autoridades policiais.

A burla tem a ver com a troca de peças em viaturas de alta cilindrada, retirando as que estavam em bom estado e substituindo-as por outras já avariadas ou deterioradas, e posterior simulação de acidentes, que eram participados ao seguro.

Na terça-feira, a GNR realizou 42 buscas, das quais 38 domiciliárias e as outras em oficinas, nos concelhos de Santo Tirso, Maia, Vila do Conde, Braga, Guimarães, Vizela e Vila Real, tendo apreendido 26 viaturas topo de gama.

Na operação, foram ainda constituídos 39 arguidos.


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
1509Visualizações
0Impressões
4Comentários
2Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
TAGS
 
Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password




PUB

Especiais

Recuar
Avançar
Coleção DN 150 anos - DN Destaque
BT Edições Multimédia
Epaper
Ocasião/Zaask - Destaque 300x100 DN (Pintura) (22-24Nov)



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Como classifica a atuação da justiça portuguesa nos últimos meses?

Muito boa
Boa
Média

Muito má
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper