Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Lisboa

António Costa defende meios e equipas da MAC

por Lusa  

O presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, sublinhou hoje a importância de não ser desperdiçada a capacidade técnica e o conhecimento das atuais equipas da Maternidade Alfredo da Costa (MAC).

O autarca voltou hoje a opor-se ao encerramento daquela unidade hospitalar de Lisboa antes de julho, "enquanto não houver nenhuma decisão quanto à construção do Hospital de Todos os Santos".

"Seria um erro gravíssimo desperdiçar este capital que temos: o saber, a capacidade técnica e os recursos existentes", disse o presidente da câmara.

António Costa defende a integração da MAC no novo Hospital de Todos os Santos, cuja construção na zona oriental da cidade está ainda a ser equacionada pelo Governo.

"Não faz sentido antecipar a decisão da MAC, sem decidir Todos os Santos. É preciso decidir de forma racional e depois preparar suavemente a transição a 4/5 anos", disse aos jornalistas.

António Costa participava numa ação no âmbito das comemorações do Dia da Mãe que hoje presenteou, com artigos de bebé no valor de 2.000 euros, a primeira mãe mais carenciada à dar à luz na MAC neste dia, numa iniciativa promovida pela Associação de Dinamização da Baixa Pombalina.


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
1324Visualizações
3Impressões
8Comentários
1Envio
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password




PUB

Especiais

Recuar
Avançar
Coleção DN 150 anos - DN Destaque
BT Edições Multimédia
Epaper
Ocasião/Zaask - Destaque 300x100 DN (Limpeza) (19-21Nov)



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Concorda com a reposição das subvenções vitalícias dos políticos?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper