Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Submarinos

MP procura 30 milhões dos submarinos

por CARLOS RODRIGUES LIMA e FILIPA AMBRÓSIO DE SOUSA  

MP procura 30 milhões dos submarinos
Fotografia © José Carlos Carvalho - Arquivo DN

Procuradores do Ministério Público entraram em três  escritórios de advogados à procura de provas sobre o negócio da compra  de dois submarinos conduzido, em 2004, por Paulo Portas. Os investigadores procuram o rasto de 30 milhões de euros que foram pagos pelo consórcio  alemão à ESCOM, empresa do Grupo Espírito Santo.

Três anos após ter aberto uma investigação a suspeitas de corrupção no caso dos submarinos, o Ministério Público ainda não encontrou o rasto de 30 milhões de euros, que terão sido utilizados para pagar comissões. Ontem mesmo foram realizadas buscas a três escritórios de advogados, tendo os investigadores recolhido vários documentos e vasculhado alguns computadores .

O negócio da compra de dois submarinos remonta a 2004, quando Paulo Portas, líder do CDS/PP, era ministro da Defesa. Mas foi só em Julho de 2006, na sequência da investigação ao processo Portucale (ou, como é conhecido, "o caso dos sobreiros"), que foi aberto o inquérito-crime n.º 56/06.2TELSB. Rosário Teixeira, procurador do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), juntou documentos apreendidos em buscas e escutas telefónicas entre Abel Pinheiro (ex-dirigente do CDS acusado de tráfico de influências no caso Portucale, processo que se encontra na fase de instrução), Paulo Portas e António Pires de Lima. Numa das conversas interceptadas, Abel Pinheiro conversava com Portas sobre "acordos" com o "Luís das Amoreiras". Para a investigação, trata-se de Luís Horta e Costa, presidente da ESCOM, empresa do Grupo Espírito Santo que prestou assessoria ao consórcio alemão que venceu o concurso público da compra de dois submarinos. No despacho com que iniciou a investigação, o procurador Rosário Teixeira diz que existe uma "aparente desproporção" entre os 30 milhões de euros recebidos pela ESCOM e a "real intervenção de tal empresa no negócio".

A Vieira de Almeida & Associados - que já este ano tinha sido alvo de buscas no âmbito do processo Freeport - foi a primeira a receber a "visita" dos procuradores do DCIAP, investigadores e um elemento do Conselho Distrital de Lisboa. No total foram pouco mais de dez elementos que procuraram documentos, entre os quais o contrato de financiamento associado à aquisição dos submarinos. E que passaram a tarde toda nas instalações do escritório, devido a "problemas informáticos" que terão atrasado a busca.

A Sérvulo Correia & Associados e a espanhola Úria Menendez também foram alvo de buscas durante o dia. No caso da primeira, os investigadores do MP estão à procura de documentação do advo- gado Bernardo Diniz Ayala, um ex--sócio que entretanto abandonou o escritório mudando-se no ano passado para a firma de advogados Úria Menendez.

Ao final do dia de ontem, a Sérvulo esclarecia que, desde 1998 até à presente data, "vem prestando continuamente serviços jurídicos ao Ministério da Defesa Nacional, nomeadamente no que respeita à aquisição de material militar", explica fonte oficial do escritório, "semelhantes aos prestados a outras entidades públicas ou privadas no âmbito de procedimentos de contratação pública". E, explica, os documentos pedidos são, de facto, respeitantes a esta investigação.


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
6948Visualizações
63Impressões
10Comentários
11Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 
TAGS
 
Comentar

Caracteres disponíveis: 750

Receber alerta de resposta Aparecer como Anónimo
Lembrar dados pessoais
  • Comentar

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O DN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Receber alerta de resposta - será enviado um alerta para o seu e-mail sempre que houver uma resposta ao seu comentário. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados. Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

Se tem conta, faça Login

Email

Password

Legenda

Utilizador RegistadoUtilizador Registado    Utilizador Não RegistadoUtilizador Não Registado





PUB
Continente UVA D'OURO 2014 DN 300x100

Especiais

Recuar
Avançar
BT Edições Multimédia
Ocasião/Zaask - Destaque 300x100 DN
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Acredita que o Benfica tem capacidade para seguir em fente na Liga dos Campeões?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper