Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Saúde

Chegaram 40 médicos cubanos contratados pelo Governo

por LUÍS MANETA  

Os centros de saúde do Alentejo, Algarve e Ribatejo vão ser em breve reforçados com profissionais vindos de Cuba e contratados pelo Ministério da Saúde. Bastonário alerta para o perigo da falta de habilitações

Quarenta médicos cubanos chegaram esta semana a Portugal para no final do mês reforçarem os centros de saúde do Alentejo, Ribatejo e Algarve, adiantou ao DN o porta-voz da Administração Regional de Saúde do Alentejo (ARSA), Mário Simões. "Durante os próximos dias decorrerá toda a tramitação burocrática para a inscrição destes profissionais na Ordem dos Médicos", explica o responsável.

Os clínicos da América Latina foram recrutados pelo Governo Português que com eles deverá fazer acordos de um ano renováveis. Fonte Oficial do Ministério da Saúde confirmou ao DN a existência de negociações com diversos países da América Latina, mas diz que ainda não estão fechado nenhum protocolo. Aliás, neste momento, os 40 profissionais estarão em Lisboa a regularizar a situação para obterem o reconhecimento da licenciatura por uma faculdade portuguesa, pois só assim podem realizar acordos com o Estado e exercer no País. O bastonário dos Médicos garante, no entanto, que a solução não é contratar cubanos e avisa que eles podem não ter formação para exercer (ver entrevista).

Já para quem lida com a falta de clínicos, esta solução chega numa boa altura, até porque a gripe A vai aumentar a pressão sobre os serviços médicos.

"O mais provável é que no final do mês esses profissionais estejam em condições de reforçar os quadros dos centros de saúde", diz Mário Simões, assegurando que o Litoral Alentejano e o distrito de Beja estão na "primeira linha" das preocupações pois são as regiões "mais carenciadas" de médicos.

Um dos casos mais graves é o do concelho de Odemira (ver caixa) onde a situação se agrava com a chegada do Verão que faz multiplicar por cinco a população de Vila Nova de Milfontes, Zambujeira do Mar e Almograve, "Todos os anos abrimos quatro ou cinco concursos que ficam desertos pois as pessoas não demonstram interesse em fixar-se na região", diz o porta-voz da ARSA.


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
16472Visualizações
66Impressões
19Comentários
33Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 
Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password




PUB

Especiais

Recuar
Avançar
Coleção DN 150 anos - DN Destaque
BT Edições Multimédia
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Como classifica a entrevista do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, ontem à RTP?

Muito boa
Boa
Medíocre

Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper