Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Manifestação

Argumento que não convence

por Leonel Gonçalves  

Leitor contesta atitude de sindicalista e interroga-se sobre opções eleitorais de quem escolhe os dirigentes.

A propósito da manifestação de 2 de março, o DN perguntou a várias pessoas se iam participar. Uma das respostas foi surpreendente. Vitor Martins, presidente do Sindicato das Comunicações, disse: "[...] Não aderimos às manifestações da CGTP porque o objetivo da CGTP é terminar [...], dizer que foi a maior de sempre e começar a pensar logo na próxima. É o que vai acontecer amanhã." Presu- mindo-se que o presidente daquele sindicato é profissional do sector, a resposta é caricata, uma vez que comunicações é um conceito próximo e relacionado com informação. Desta forma, não se sabe que mais espanto causará - se a cultura sindical expressa ou a ignorância sobre a característica e responsabilidade da manifestação. A escolha de dirigentes [...] é geralmente motivo de controvérsia e reflexão. Os trabalhadores, os cidadãos em geral, elegem, por vezes, dirigentes que não estão à altura de os representar. O atual momento é disso um bom exemplo.


Patrocínio
 
418Visualizações
0Impressões
1 Comentário
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
MANUEL MARIA CARRILHO

Apesar do espetro de deflação que se acentua por toda a Europa, continua a não haver tópico mais consensual do que o do crescimento. A anestesia pré-eleitoral - as eleições europeias são já em maio - ajuda...

NUNO AZINHEIRA

A modéstia de Ricardo Araújo Pereira, naturalmente ela própria uma brincadeira, fica-lhe bem. "Fico sempre agradavelmente surpreendido com as audiências. Tudo o que ultrapasse o número de familiares próximos...

FERREIRA FERNANDES

O regresso de Ricardo Araújo Pereira (R.A.P.) foi um falhanço, como dizem os títulos dos jornais: na estreia, o programa de humor Melhor do que Falecer ficou aquém da novela da SIC. Share do infeliz: 259...

Comentar

Caracteres disponíveis: 750

Receber alerta de resposta Aparecer como Anónimo
Lembrar dados pessoais
  • Comentar

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O DN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Receber alerta de resposta - será enviado um alerta para o seu e-mail sempre que houver uma resposta ao seu comentário. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados. Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

Se tem conta, faça Login

Email

Password

Legenda

Utilizador RegistadoUtilizador Registado    Utilizador Não RegistadoUtilizador Não Registado





Um belo exemplo para muitos "calhaus"

Hoje não vou escrever sobre política (...). E a razão é também a entrevista feita pela jornalista Patrícia de Jesus no DN (15/4) e que me tocou de forma especial. Aliás, a foto que acompanha o trabalho...

Vítor Colaço Santos, Cyntrascrita@hotmail.com

O 25 de Abril existiu

 

Embora estes da direita governamental desejem apagá-lo, a Assembleia da República fará uma comemoração da data no hemiciclo. Porém, os militares que o protagonizaram não podem discursar na sessão solene()...

António Catita, antoniojscatita@sapo.pt

Dois reptos à nossa sensibilidade

 

1 - A troika está a exigir mais sacrifícios, para serem anunciados pelo Governo antes da sua saída. Envolvem pensões e reformas, a ficarem dependentes de fatores que nada têm com a sua essência, a carreira...



AMÉRICO LOURENÇO, AMERICOLOURENÇO@HOTMAIL.COM

Folgas orçamentais e promiscuidade

 

Leitor assinala ligeiros indícios de recuperação nas condições de vida dos portugueses, mas não acredita num sistema que continua a permitir crimes económicos sem punição.

TOMAZ ALBUQUERQUE

A obsessão dos automóveis

 

Leitor critica gastos excessivos em parque automóvel no Banco de Portugal



 
Acácio Pinto

Não é caso para euforias

 

O primeiro-ministro Passos Coelho admitiu que está disponível para discutir a médio prazo o aumento do salário mínimo. É bom que o tenha admitido, mas que seja com prudência dentro do que for razoável...

António Catita

É preciso situar os problemas

 

A menos de dois meses das eleições europeias, assestam--se as baterias partidárias. Alguns tiros têm sido ensaiados e com a continuação da crise, sem que esta mostre sinais de abrandar, antes pelo contrário...


Ver Mais




PUB
Continente UVA D'OURO 2014 DN 300x100

Especiais

Recuar
Avançar
Amazing Romance in Thailand - DN Destaque (Participação)
25 Abril Concurso de Fotografia
Epaper

PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Acha que Jorge Jesus vai conseguir fazer a dobradinha?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper