Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Crise

Há que retomar o emprego

por Acácio Pinto  

Leitor alerta para a necessidade de políticas atrativas para o investimento estrangeiro, como medida para combater o desemprego.

O Governo permite aos desempregados em regime geral de Segurança Social que acumulem o subsídio ao salário se este lhe for inferior e assim possam conseguir emprego e regressar à vida ativa. Só que não basta para que o desemprego desça a números que sejam significativos como seria desejável. Será um remedeio e nada mais do que isso. A dimensão do problema é demasiado grande para que se resolva com medidas que mais não são do que meros paliativos. Também não adianta aumentar os impostos nem apenas cortar nas gorduras que ainda existem. Agravar novamente as taxas liberatórias sobre o capital como pretende a esquerda radical não faz qualquer sentido, porque fugiria para outros países onde mais rendesse. O que importa sobretudo é que se criem condições atrativas ao investimento estrangeiro, que sejam sustentáveis, e não faltaria quem cá quisesse vir investir. [...]


Patrocínio
 
960Visualizações
0Impressões
1 Comentário
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 


A União Europeia deve sempre estar alerta

Apenas como cidadão atento e observador ao que se passa na Grécia, não me surpreende que o Syriza tivesse ganho as eleições.

António Catita

A estratégia da Grécia

 

O novo governo grego começou por anunciar que reassumia a sua independência, desligando-se da troika e decretando uma série de medidas, prometidas em campanha eleitoral, e destinadas a aliviar a base empobrecida...

João Salgado

A direita desorientada

 

A maioria PSD-CDS já concluiu que a derrota nas próximas eleições é certa, como, aliás, sucedeu nas duas últimas consultas populares. A dúvida é o tamanho do desastre. Por isso, os seus apoiantes desataram...



António Catita, antoniojscatita@sapo.pt

A tolerância a desaparecer dia após dia

 

Em um século de vida humana neste planeta sucedem-se os conflitos sangrentos e os sinais de barbárie, resultantes de diferenças exageradamente avolumadas, exploração e intransigências levadas ao radicalismo...

Santana-Maia Leonardo, santanamaia@outlook.pt

Portugal e Lisboa

 

A forma como o governo se prepara para fazer a distribuição dos fundos comunitários é ultravergonhosa. Mais uma vez, e seguindo à risca o roteiro do Bloco Central, o grosso da fatia vai ser engolida pela...



 
Jorge Santos

O reconhecimento da Palestina

 

(...) O Parlamento Europeu reconheceu o Estado da Palestina, um passo histórico e fundamental na resolução do longo e sangrento conflito entre Israel e a Palestina. No mesmo dia, o Tribunal Geral da União...

TOMAZ ALBUQUERQUE

Um ano depois da tragédia da praia do Meco

 

Fez, no passado dia 15 de dezembro, um ano que perderam a vida seis jovens estudantes na praia do Meco.


Ver Mais




PUB
NOS ConferênciaPrémioInovaçãoNOS - DN Destaque

Especiais

Recuar
Avançar
Conferência 3º Aniv DV - DN Destaque Évora (Mar2015)
PEPE Jornadas Empreendedorismo Turismo - DN Destaque
Continente UVA D'OURO 2015 DN 300x100
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

As companhias aéreas fazem o suficiente na avaliação psicológica da tripulação?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper