Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


As férias dos senhores deputados

por Tomaz Albuquerque, Lisboa  

Dá para acreditar? No total, este ano, os chamados representantes do povo português terão de férias 66 dias: Em julho, 17, agosto, 31 e em setembro 18, incluindo obviamente os fins de semana e os feriados! O que é espantoso, é que foram estes senhores, que aprovaram os cortes nos subsídios, a redução das férias de 25 para 22 dias úteis, como também a extinção de quatro feriados. Não discuto, nem me interessa, se estes senhores merecem ou não descansar [...] mais de dois meses, o que já discuto é que este país está completamente falido e para recuperar tem de aumentar, acima de tudo, os índices de produtividade. Também é do domínio público que mais de 80% dos deputados produzem "zero". Apenas se levantam ou se sentam para aprovar decretos-leis ou orçamentos! Os restantes 20%, que são sempre as mesmas caras, os líderes parlamentares e outros, sempre trabalham - os restantes, leem jornais ou passam pelas brasas - mas necessitam de descansar os tais mais de dois meses!


Patrocínio
 
2037Visualizações
1 Impressão
4Comentários
4Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password




A tragédia portuguesa

"Alegra-te género humano enfermo, porque chegou o remédio para os teus males, porque virá o sol da justiça que trará a saúde nas asas" - Padre António Vieira, século XVII. Este poderia ter sido o discurso...

Tomaz Albuquerque

O sucesso de Alberto da Ponte

 

Poiares Maduro é mais um jovem inexperiente que joga na equipa do "treinador" Passos Coelho. Quando tomou posse, manteve - e bem - o apoio a Alberto da Ponte e aos restantes administradores da RTP. Depois...

Manuel Alexandre, m.alexandre@chello.at

Os liberais e o Papa Francisco

 

(...) Tive o privilégio de, em 1964, ter assistido no Instituto Universitário dos Altos Estudos Internacionais de Genebra a algumas aulas do professor Wilhem Röpke. É considerado uma das figuras mais destacadas...



Raul Fernandes, rap_fernandes@hotmail.com

Para grandes males, grandes remédios

 

Os partidos políticos estão cada vez mais desacreditados e a população está descrente e desiludida com os sucessivos governos. Pensa-se que no seio da classe política a corrupção é generalizada.

Acácio Pinto, acaciomadpinto@gmail.com

Enfrentar a austeridade

 

Apesar da austeridade que os portugueses já suportaram, em consequência do memorando de entendimento, a austeridade não acabou e vamos ter de continuar a sentir-lhe os efeitos, qualquer que seja o governo...



 
Mário Pires Miguel

A extinção do Partido Socialista Francês

 

O primeiro-ministro francês, o Sr. Manuel Valls, propõe a mudança de nome do seu partido, o Partido Socialista Francês.

António J. M. Nunes da Silva, ajmnsilva@gmail.com

A taxa de António Costa e a resposta do CDS

 

A taxa de um euro que António Costa quer impor a turistas que entrem em Lisboa está deixando o CDS de cabeça perdida.


Ver Mais




PUB
PEPE Jornadas Empreendedorismo Turismo - DN Destaque

Especiais

Recuar
Avançar
TSF Superbrand - DN destaque
BT Edições Multimédia
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Concorda com a prova de avaliação aos professores?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper