Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


saúde

Taxa moderadora mais importante que impostos?

por ANTÓNIO JOSÉ M. N. SILVA, OEIRAS  

Leitor critica falta de comparticipações e coima por não pagamento de taxa moderadora.

Anda o Governo a concentrar unidades de saúde, encerrando várias para, segundo diz, rentabilizar meios. Isso obriga muitos utentes a maiores e mais dispendiosas deslocações, sobretudo no interior do País. Do doente e de familiar que o acompanhe, que é muitas vezes imprescindível para dar ao médico elementos historiais que ajudem ao diagnóstico, efetuar atos administrativos, tomar conta de prescrições, dar apoio psicológico ao doente. Para agravar, foi [...] publicado no DR o dec.-lei 128/2012, que não só retira comparticipações em transporte, como institui coima para quem não pagar taxa moderadora no prazo de 10 dias após notificação. [...]Teve dificuldade em pagar a taxa? Agrave-se com coima! E prazo bem mais curto do que dão para se pagar IRS! A conclusão é que consideram mais importante para o Estado uma taxa moderadora de saúde do que impostos. E numa altura em que os cidadãos estão economicamente exaustos, compelidos a pagar erros de outros que andam por aí impunes. [...]


Patrocínio
 
627Visualizações
0Impressões
1 Comentário
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
ADRIANO MOREIRA

Foram importantes, e dignas, as celebrações da Grande Guerra de 1914-1918, que apenas passou a chamar-se mundial depois da segunda. De facto são duas catástrofes articuladas, quer pela intervenção dos...

FERREIRA FERNANDES

Poeta da desobediência civil (inspirou Gandhi), o americano Henry Thoreau (1817-1862) escreveu: "Que fogo se pode igualar a um raio de sol num dia de inverno?" A Revolução Francesa de 1848 deu--se em pleno...

MÁRIO SOARES

Sempre considerei que o mês de setembro ia dar uma grande volta à situação económica e política portuguesa. Agosto foram as praias, por sinal com águas muito frias.

PEDRO TADEU

O carácter dos líderes políticos é importante? É. Mas quando essa é a única matéria que a política submete ao voto dos eleitores, então estamos perante uma fraude democrática.

NUNO AZINHEIRA

Nos últimos três meses, a televisão assistiu em direto ao interior de um partido. Um verdadeiro reality show, centrado em dois protagonistas, António José Seguro e António Costa, onde não faltaram os grupos...

Comentar

Caracteres disponíveis: 750

Receber alerta de resposta Aparecer como Anónimo
Lembrar dados pessoais
  • Comentar

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O DN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Receber alerta de resposta - será enviado um alerta para o seu e-mail sempre que houver uma resposta ao seu comentário. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados. Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

Se tem conta, faça Login

Email

Password

Legenda

Utilizador RegistadoUtilizador Registado    Utilizador Não RegistadoUtilizador Não Registado





O que o povo quer

Segundo António José Saraiva, "Portugal não é já uma nação, uma pátria, um povo e uma sociedade que se auto respeite e se auto ajude. Portugal, de há uns tempos para cá, desagregou-se do todo nacional...

LUÍS MOREIRA

Um dia para as desculpas

 

O primeiro-ministro estará a ser investigado pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal por ilegalidade devido a rendimentos auferidos entre 1995 e 1998, período em que era deputado, e que...

António J. M. Nunes da Silva, ajmnsilva@gmail.com

A redução do número de deputados

 

Li no DN que a proposta do PS, de redução do número de deputados para 181, condenaria à não eleição de figuras de peso na política de hoje, por projeção linear dos resultados das eleições de 2011. Sobretudo...



CARLOS LEAL

O esquecimento de Passos

 

Leitor critica declaração do primeiro-ministro.

Vítor Colaço Santos

Um frete ao PSD

 

Leitor critica proposta de Seguro para reduzir número de deputados na Assembleia da República



 
Artur Canha da Piedade, arturcpiedade@gmail.com

O estado da Justiça, Finanças e Educação

 

Justiça: a ministra pôs em execução uma reforma que, logo ao primeiro dia, emperrou e assim continua. Porquê?

Raul Fernandes, rap_fernandes@hotmail.com

A luta contra a jihad

 

Os meios tecnológicos mais sofisticados, criados pela primeira potência mundial, são agora utilizados contra ela para a pôr em estado de choque, demonstrando do que são capazes jihadistas sem escrúpulos.


Ver Mais




PUB

Especiais

Recuar
Avançar
BT Edições Multimédia
Ocasião/Zaask - Destaque 300x100 DN
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Acha essencial haver eleições antecipadas na Câmara de Lisboa?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper