Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Polémica Leitor reflete sobre o uso feito...

Os famigerados cartões de crédito

por CARLOS DUARTE, LISBOA  

Não percebo a atual polémica acerca dos famigerados cartões de crédito usados pelos ministros de Portugal para pagamento de despesas de trabalho: na empresa privada onde trabalho, há mais de 20 anos que a todos os empregados com funções que o exijam é entregue um cartão de crédito, para pagamento das despesas de serviço no exterior, devendo o empregado depois entregar na contabilidade o recibo no final do mês. Um cartão de crédito é um meio de pagamento, nada mais, e se um empregado pagar despesas pessoais com ele isso é visto pelo contabilista. Com um ministro deve ser o mesmo: não passa pela cabeça de ninguém um ministro de Portugal ir a Bruxelas, por exemplo, e sacar de dinheiro vivo para pagar o hotel ou jantar, seria até um ato insensato . É lamentável que, por motivos meramente de política baixa, se levantem polémicas que só servem para afastar o Povo dos verdadeiros problemas e da política. E é pena que sejam os juízes, que deveriam ter juízo, a levantá-la. (..)


Patrocínio
 
1071Visualizações
49Impressões
2Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
FERNANDA CÂNCIO

Felícia Cabrita, 22 de novembro de 2014, TVI: "Estamos a falar de corrupção, toda a gente percebe. Este dinheiro tem a ver apenas com este período em que José Sócrates [JS] esteve à frente do país, de...

JOEL NETO

Visitamos os últimos amigos antes do regresso, e os comentários são os mesmos do primeiro dia: estamos com um ar magnífico, sereno, saudável. Eu passei o ano a trabalhar quase ininterruptamente durante...

Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password




Enfrentar a austeridade

Apesar da austeridade que os portugueses já suportaram, em consequência do memorando de entendimento, a austeridade não acabou e vamos ter de continuar a sentir-lhe os efeitos, qualquer que seja o governo...

Mário Pires Miguel

A extinção do Partido Socialista Francês

 

O primeiro-ministro francês, o Sr. Manuel Valls, propõe a mudança de nome do seu partido, o Partido Socialista Francês.

António J. M. Nunes da Silva, ajmnsilva@gmail.com

A taxa de António Costa e a resposta do CDS

 

A taxa de um euro que António Costa quer impor a turistas que entrem em Lisboa está deixando o CDS de cabeça perdida.



José Madureira, jmadureira.nefro@gmail.com

O ateísmo de Ian McEwan

 

Na entrevista publicada no DN do dia 8 de Novembro, Ian McEwan cita vários exemplos do Mal existente no mundo, que lhe serve de base para a negação de Deus, e resume assim a sua descrença: "Se reparamos...

ANTÓNIO CATITA

A vantagem alemã

 

As posições que Merkel e Schäuble têm tomado para com os países periféricos intervencionados indicia uma preocupação: deixar esses países francamente atrasados em relação à Alemanha. Com efeito, a austeridade...



 
Vítor Colaço Santos, mpolanah@gmail.com

As comissões parlamentares

 

A imprensa noticiou que as Comissões Parlamentares de Inquérito da Assembleia da República, presididas pela coligação PSD/CDS, têm sido inconclusivas.

Cândido Morais, c.morais.g.b@clix.pt

Representatividade parlamentar

 

Das recentes eleições na Ucrânia, relevo dois factos: zero deputados comunistas eleitos e dois boletins de voto para cada votante, para cada eleitor poder escolher o partido e o deputado.


Ver Mais




PUB

Especiais

Recuar
Avançar
Coleção DN 150 anos - DN Destaque
BT Edições Multimédia
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Como classifica a entrevista do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, ontem à RTP?

Muito boa
Boa
Medíocre

Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper