Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Dinamarca...França, Grécia...Alemanha!

por António dos Santos Queirós, Professor e Investigador  

Quando se realizaram as eleições gerais na Dinamarca em 2011, a 15 de setembro, para eleger 179 deputados ao Folketinget - o Parlamento da Dinamarca, os povos europeus, esmagados pela austeridade, nem se aperceberam da vitória do Bloco Vermelho (Centro-Esquerda) com 89 lugares conquistados, face ao Bloco Azul (Centro-Direita) com 86 lugares.

O Bloco Vermelho - Rød blok - de centro-esquerda, é composto pelo Partido Social-Democrata, pelo Partido Popular Socialista, pela Esquerda Radical e pela Aliança Verde-Vermelha.

Mas a notícia recente de que alguns bancos dinamarqueses tinham rescindido os seus contratos com as agências de rating americanas, constitui o sinal de que este poder obscuro do capital financeiro mundial se tornou intolerável, mesmo para os seus pares nacionais.

O novo programa do PS francês

A política do partido Socialista Francês, do Partido Trabalhista da Grã-Bretanha, do PS em Portugal, do PSOE em Espanha, liberalizou o mercado, contribuiu para que o sistema financeiro passasse a controlar a economia e se instalasse nos paraísos fiscais, reduziu o estado social, apoiou intervenções militares em países soberanos, em nome de uma terceira via que serviu apenas para degradar a imagem do socialismo e virou contra ele grandes massas eleitorais.


Ler Artigo Completo(Pág.1/7) Página seguinte
Patrocínio
 
12980Visualizações
175Impressões
18Comentários
8Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
JOEL NETO

O que, no fundo, perguntam os jornalistas da especialidade aos nossos famosos quando lhes perguntam pelas preferências na atividade sexual? Perguntam: "Diga lá, diga lá, a menina fornica muito?" E o que...

JOSÉ MANUEL PUREZA

Ao empobrecimento, à desigualdade e ao desalento junta-se o envelhecimento como traço do País que somos neste momento. O envelhecimento acentuado da população portuguesa é o resultado da confluência de...

FERREIRA FERNANDES

O ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, Edward Grey, teve um mês para persuadir os embaixadores dos países europeus a não começarem a Grande Guerra. Desde o assassínio do arquiduque Francisco Fernando...

PAULO PEREIRA DE ALMEIDA

Desde o escândalo (pois não existe - creio - outro nome) das escutas da NSA (ou ASN - Agência de Segurança Nacional) dos Estados Unidos da América (EUA) que a questão da privacidade nas comunicações tem...

Comentar

Caracteres disponíveis: 750

Receber alerta de resposta Aparecer como Anónimo
Lembrar dados pessoais
  • Comentar

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O DN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Receber alerta de resposta - será enviado um alerta para o seu e-mail sempre que houver uma resposta ao seu comentário. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados. Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

Se tem conta, faça Login

Email

Password

Legenda

Utilizador RegistadoUtilizador Registado    Utilizador Não RegistadoUtilizador Não Registado








PUB

Especiais

Recuar
Avançar
BT Edições Multimédia
Continente UVA D'OURO 2014 DN 300x100
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Acredita que Portugal pode ter um cargo de topo na Comissão Europeia?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper