Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Dinamarca...França, Grécia...Alemanha!

por António dos Santos Queirós, Professor e Investigador  

Quando se realizaram as eleições gerais na Dinamarca em 2011, a 15 de setembro, para eleger 179 deputados ao Folketinget - o Parlamento da Dinamarca, os povos europeus, esmagados pela austeridade, nem se aperceberam da vitória do Bloco Vermelho (Centro-Esquerda) com 89 lugares conquistados, face ao Bloco Azul (Centro-Direita) com 86 lugares.

O Bloco Vermelho - Rød blok - de centro-esquerda, é composto pelo Partido Social-Democrata, pelo Partido Popular Socialista, pela Esquerda Radical e pela Aliança Verde-Vermelha.

Mas a notícia recente de que alguns bancos dinamarqueses tinham rescindido os seus contratos com as agências de rating americanas, constitui o sinal de que este poder obscuro do capital financeiro mundial se tornou intolerável, mesmo para os seus pares nacionais.

O novo programa do PS francês

A política do partido Socialista Francês, do Partido Trabalhista da Grã-Bretanha, do PS em Portugal, do PSOE em Espanha, liberalizou o mercado, contribuiu para que o sistema financeiro passasse a controlar a economia e se instalasse nos paraísos fiscais, reduziu o estado social, apoiou intervenções militares em países soberanos, em nome de uma terceira via que serviu apenas para degradar a imagem do socialismo e virou contra ele grandes massas eleitorais.


Ler Artigo Completo(Pág.1/7) Página seguinte
Patrocínio
 
13269Visualizações
175Impressões
18Comentários
8Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
LEONÍDIO PAULO FERREIRA

Não hesitei em chamar "a voz do desespero talibã" a Abdul Salam Zaeef, quando o ouvi em Islamabad, num inglês hesitante, prometer que os afegãos iriam derrotar os Estados Unidos, como antes os ingleses...

JOEL NETO

Ontem tive saudades do Inverno. Vinha atravessando o canal entre o Pico e o Faial, num daqueles ferry-boats em que Nemésio quase não teria sentido o seu mau tempo, e pareceu-me cheirar um caldo de couves.

FERREIRA FERNANDES

Um futebolista português foi transferido do Santa Clara, Açores, para o modesto Jaén, Espanha. Na apresentação, ontem, ele chumbou em memória: apareceu de T-shirt com a cara de Franco estampada. Não a...






PUB

NOTÍCIAS Mais VISTAS

Continente UVA D'OURO 2015 DN 300x100
Btn EdMultimedia - Geral



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

PSD e CDS dizem que podem tornar a economia portuguesa numa das dez mais competitivas do Mundo

É possível. Se forem eleitos e o seu programa for cumprido
É impossível. Não passa de propaganda eleitoral
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper