Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


A cidade e o nexo*

por Brassalano Graça, licenciado em Jornalismo  

A cidade é uma fotografia de Atget - evoca um presente antigo, ardente num silêncio abafado pela trepidação de corações ávidos. A cidade é um negativo de Nozolino - de uma fulgência nocturna, que se nos refugia nos olhos semicerrados, em lampejos sobre a superfície lisa e metalizada da nossa indiferença.

A cidade é o poema - Chinaski. Um poema concretista, de versos betonados - "concrete" - , erigido segundo preceitos ordenados pelo caos, fluídos e intuitivos.

Poema apreensível pela sua intencionalidade simbólica exposta como uma fractura, inesgotável como a beleza de um rosto. A cidade é um simulacro de si própria - uma projeção em duplicado.

Evola-se no éter a sua essência a cada tentativa de decifração derradeira. A cidade não é um poema de amor - o amor não existe, diz Chinaski. O amor é mais uma forma de demanda de sucesso.

O amor genuíno é uma moeda em circulação restrita na cidade. Não é extensível a todos por igual. O amor e o dinheiro são as divisas vigentes no mercado vivencial da cidade, e são responsáveis pelo seu seccionamento em classes.

Como sucede com o dinheiro, existem pobres do amor - para quem o amor apenas é possível por caridade ou subsídio - , a classe média do amor - os que vivem o amor como rotina, a prestações mensais -, os abastados do amor - os ávidos e aventurosos.


Ler Artigo Completo(Pág.1/4) Página seguinte
Patrocínio
 
6272Visualizações
0Impressões
13Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 




PUB

Especiais

Recuar
Avançar
Continente UVA D'OURO 2014 DN 300x100
Epaper



PUBLICIDADE




DN

Epaper

Epaper