Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


BAPTISTA-BASTOS

Crónica sobre a moral

por BAPTISTA-BASTOS  

O banqueiro Filipe Pinhal, e um vistoso grupo de "quadros" superiores, resolveram associar-se num objectivo protestatário, e criar os Reformados Indignados. Pinhal recebe, mensalmente, o equivalente a 14 mil contos (moeda antiga) correspondente aos descontos de que diz ter sido esportulado durante uma vida de trabalho insano e muito fatigante. Parece que lhe querem "extorquir", continua ele, uma fatia grossa do rédito. Disse, também, que não foi à manifestação de 2 de Março "porque tinha outros compromissos". De contrário, certamente, veríamos o banqueiro, senão de punho vertical, pelo menos a cantar a Grândola, vila morena.

Creio que a reforma de Filipe Pinhal está nos ajustes: ele descontou, é justificado que lhe "restituam" o que despendeu. Tudo legal. Porém, a ferida está na imoralidade do caso, espelho restituído da sórdida imoralidade quase generalizada. Para auferir uma reforma daquele montante, o vencimento que recebia, além dos prémios, das "surdas", das mordomias várias, já de si era absolutamente imoral, tendo em conta os ordenados da maioria dos portugueses. Lembro que o comendador Joe Berardo, criticou, em assembleias do BCP, de que Pinhal era administrador, os "obscenos vencimentos do conselho de administração". Dir-se-á: isso é lá com eles. Não é; também é connosco, porque o facto, extremamente deplorável, pertence à circunstância portuguesa, confrontada não só com a problemática social como à dúvida e à decepção permanentes de milhões de nós.

A nossa experiência democrática tem sido fértil nestas deformidades. O descaso, tido como "normal", e a abandonada resignação de um povo que deixou de acreditar na equidade e na justiça, porque vê os corruptos impunes e os jogos de poder a duas mãos, atiraram-nos, novamente, para a tradicional apagada e vil tristeza. O princípio da regulação e da harmonização entre os indivíduos explica o funcionamento social e estabelece os fundamentos de uma ética, inerente à dimensão do humano. Os exemplos procedentes de quem os devia dar estão encarquilhados porque fundados numa forma de reflexão assente no cifrão e na cifra. Se aquele Ulrich, católico e bom chefe de família, disse o que disse, com despudor e afronta, fê-lo por se sentir resguardado pelo ar do tempo e pelas condições políticas que lhe são propícias. A imoralidade cria os seus peculiares padrões e os seus estipendiados serventuários.

Quando um banqueiro, outro banqueiro!, o elegante e garboso João Salgueiro (conhecido entre os seus pares por "aquele que tem mais olhos do que barriga"), se pergunta, admiradíssimo, porque é que os desempregados não vão limpar as matas, as coisas podem não ficar mais claras, mas ficamos a saber, com nitidez, a natureza das estruturas mentais e a extensão ética dos que pretendem constituir - a nossa "elite."


Patrocínio
 
9358Visualizações
90Impressões
0Comentários
33Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
FERNANDA CÂNCIO

"Vamos ter no que respeita a salários e a pensões no futuro de os desonerar. Isso é claro. Possivelmente em 2016." 15/4/2014

JOSÉ MANUEL PUREZA

Há 45 anos, fez ontem, Américo Tomás e José Hermano Saraiva saíram enxovalhados de Coimbra. A inauguração do edifício das Matemáticas deveria ter decorrido na tranquilidade sepulcral de um regime omni+controlador...

PAULO PEREIRA DE ALMEIDA

Tem sido preocupante e alarmante verificar como este governo de coligação PSD-CDS tem hesitado no que toca ao estímulo papel da videovigilância nas políticas públicas de segurança. E se é - na verdade...

FERREIRA FERNANDES

Há 20 anos, os diretores do DN Bettencourt Resendes e Fragoso Mendes enviaram-me a Cartagena, Colômbia, representá-los num encontro de diretores de jornais ibero-americanos. Sou péssimo em formalismos...

JOEL NETO

Que sentido faz um noticiário como o Jornal da Noite, o mais importante espaço de informação da SIC, dedicar três minutos a uma "notícia" que percorre as redes sociais há precisamente oito dias?


Portugal deve sair imediatamente da NATO

por João José Horta Nobre, Mestre em História Contemporânea

O DN está aberto à participação dos leitores. Use o email jornalismodecidadao@dn.pt para publicar online os seus artigos, fotos ou videos. Publique os seus SMS usando o número 96 100 200

Ver mais

BAPTISTA-BASTOS

Governo cheio de medo

por BAPTISTA-BASTOS

 

Assunção Esteves não permitiu que um representante dos capitães de Abril, acaso Vasco Lourenço, falasse no Parlamento, durante as comemorações dos 40 anos da Revolução. E acrescentou: "Se não quiserem...


Ver Mais




PUB
Continente UVA D'OURO 2014 DN 300x100

Especiais

Recuar
Avançar
Amazing Romance in Thailand - DN Destaque (Participação)
25 Abril Concurso de Fotografia
Epaper

PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Vai pedir mais vezes fatura para se poder habilitar ao sorteio de um carro topo de gama?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper