Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


VIRIATO SOROMENHO-MARQUES

Do entusiasmo ao alívio

por VIRIATO SOROMENHO-MARQUES  

Em 2008, Barack Obama foi o candidato do entusiasmo e da esperança. Em 2012 a sua vitória foi recebida apenas com um enorme suspiro de alívio. Em quatro anos Obama mediu as promessas da sua retórica com as inércias da realidade, e nem sempre levou a melhor. A expectativa de ver os EUA a liderarem uma revolução tecnológica e energética para combater as alterações climáticas goraram-se. A América depende cada vez mais das energias fósseis. Guantánamo continua aberto. O programa de saúde ("Obamacare") é hoje uma sombra do que foi desenhado e parece não agradar à maioria dos cidadãos. A regulação internacional do sector financeiro, cuja desmesura levou à crise global em que mergulhámos, continua por fazer... Contudo, Obama não se enganou no combate à crise. Ao contrário, da febre ideológica da austeridade que domina a Europa, ele sabe que o Governo deve promover políticas anticíclicas, contrariando a incapacidade de investimento do sector privado e o risco de desagregação em cadeia do tecido económico. Ele sabe, também, que os EUA serão tanto mais fortes quanto melhor compreenderem os seus limites e mais sabiamente souberem usar a diplomacia para atingirem objetivos que permitem ganhos mútuos, consolidando alianças, e transformando inimigos em adversários cooperantes. Com o Obama de 2012 não haverá a redenção política que alguns esperaram em 2008. Mas, com Obama o mundo estará mais protegido contra risco de um rápido meltdown económico e mais distante de uma nova aventura bélica de consequências imprevisíveis.


Patrocínio
 
2658Visualizações
27Impressões
25Comentários
4Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
PEDRO MARQUES LOPES

No meio das polémicas que têm animado a pré-campanha eleitoral apareceu uma notícia sobre os salários dos trabalhadores portugueses. Segundo o Ministério da Economia, cerca de 20% dos portugueses que trabalham...

ALBERTO GONÇALVES

Quando um branco mata um negro, como às vezes acontece com alguns polícias excessivamente nervosos nos EUA, a sentença popular é imediata: trata-se, obviamente, de racismo. Quando, como aconteceu na quarta--feira...

PAULO BALDAIA

Uma "praga" de migrantes oriundos de África está a deixar alarmada a opinião pública europeia e alguns governos ou não querem saber ou reagem com uma política securitária. É claro que a "praga", como se...


Portugal agradece

por Carlos Morais, costamorais@netcabo.pt

O DN está aberto à participação dos leitores. Use o email jornalismodecidadao@dn.pt para publicar online os seus artigos, fotos ou videos. Publique os seus SMS usando o número 96 100 200

Ver mais

VIRIATO SOROMENHO-MARQUES

O essencial não se esquece de nós

por VIRIATO SOROMENHO-MARQUES

 

A maior prova de que a União Económica e Monetária (UEM) foi uma criação politicamente aventureira e tecnicamente incompetente reside na tempestade europeia de leis e expedientes que nos tem acompanhado...


Ver Mais




PUB

NOTÍCIAS Mais VISTAS

Continente UVA D'OURO 2015 DN 300x100
Btn EdMultimedia - Geral



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Agora que Pedro Santana Lopes se afastou da corrida, quem pensa que seria melhor candidato presidencial da direita?

Marcelo Rebelo de Sousa
Rui Rio
Deveriam ambos candidatar-se
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper