Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


FERREIRA FERNANDES
um ponto é tudo

Filosoficamente até ganhámos

por FERREIRA FERNANDES  

Quando se soube que os penáltis eram no lado Sul, este explodiu em alegria. Futebol é emoção e quem é melhor servido tem a maior emoção. E já que estou com a mão na massa da palavra, lembro que emoção é, pela sua raiz, movimento, ato de deslocar... Ontem Portugal começou por ganhar uma tese: deu cabo, em 90 minutos, do tique-taque, languidez de poeta romântico. Obrigámos o adversário a mudar de filosofia de jogo e Iniesta, para falar do melhor deles, deixou de ser tuberculoso afetado e passou a jogar rasgando como é próprio de quem se ilumina por holofotes e não por Lua cheia. Claro que isto de ser professor de filosofia e jogador de futebol ao mesmo tempo também cansa, chegámos exaustos ao prolongamento. Aí, os nossos ex-alunos dos 90 minutos precedentes já foram e, pela primeira vez, superiores. Antes dos penáltis, ao contrário do que diziam os locutores, não era 0-0, mas 1-1, nós com uma lição dada e eles com uma lição aprendida. Com os penáltis eu já me estava nas tintas para a docência e só queria era ganhar de que forma fosse. Pelo azar de Piqué em chutar relva, por encandeamento de Casillas, por uma síncope (ligeira) de Ramos, o que quiserem. Não aconteceu. Fiquei tão irritado, tão triste... Mas o que é bom com as emoções do futebol é que elas passam e se repetem. Amanhã, eu atravessarei a rua para dizer ao Moutinho e ao Bruno Alves que gosto muito deles. Interesseiro, preciso deles para as minhas emoções.


Patrocínio
 
3913Visualizações
15Impressões
16Comentários
4Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
FERNANDA CÂNCIO

Se estas poderosas imagens de uma criança síria morta dada à costa não mudarem a atitude da Europa para com os refugiados, o que será preciso?" A pergunta é do jornal britânico The Independent, ontem....

JOEL NETO

A última vez que ouvi a palavra "corno", estava em Lisboa. Foi esta Primavera. Duas mulheres tomavam café numa pastelaria da Baixa, esborratando os bordos das chávenas com os seus bâtons carmesim - carmesim...

PAULO PEREIRA DE ALMEIDA

A atual migração de pessoas que fogem de conflitos armados e extremamente violentos para a União Europeia (UE) tem feito manchetes e preocupado a opinião pública europeia - em primeiro - e alguns dos seus...

VIRIATO SOROMENHO MARQUES

Portugal conhece bem o problema dos refugiados. O fim do império foi acompanhado pela chegada de centenas de milhares de "retornados", que na verdade eram refugiados nacionais fugindo para salvar a vida...

FERREIRA FERNANDES

Passos Coelho não quer ser entrevistado por Ricardo Araújo Pereira. Ohhh... Eu gosto de ver todo o mundo entrevistado pelo RAP, sobretudo quem oferece maiores promessas de se espalhar. Se fosse generoso...


"Estórias" de verão

por Carlos Pernes, carlosapernes@sapo.pt

O DN está aberto à participação dos leitores. Use o email jornalismodecidadao@dn.pt para publicar online os seus artigos, fotos ou videos. Publique os seus SMS usando o número 96 100 200

Ver mais





PUB

NOTÍCIAS Mais VISTAS

btn Banco Popular - DN Destaque
Continente UVA D'OURO 2015 DN 300x100
Btn EdMultimedia - Geral



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

A produção fotográfica de Joana Amaral Dias para a revista "Cristina" deixa a imagem pública da candidata a deputada...

...Beneficiada
...Prejudicada
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper