Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


JOEL NETO
crónica de tv

Um ciclo vicioso

por JOEL NETO  

Olha-se para a programação com que RTP1, SIC e TVI pretendem presentear-nos ao longo deste verão e não se encontra uma novidade. Uma que seja.

Na RTP, há novas temporadas de Pai à Força e Maternidade, a versão portuguesa de Top Chef (que é completamente diferente de Masterchef, tirando ser igualzinho) e o regresso da superpastelada Verão Total, desta feita centrado na eleição 7 Maravilhas-Praias de Portugal (para o ano não perca as 7 Maravilhas-Planícies Perfeitas Para a Apanha da Azeitona, Mas Apenas das Verdes). Na SIC, continua a telenovela Dancin' Days (até as telenovelas já são alvos de remakes, meu Deus), conclui-se mais uma edição de Ídolos e há nova temporada de Não Há Crise! (isso mesmo, mais apanhados). E na TVI há Morangos com Açúcar IX-Férias de Verão, um A Tua Cara não Me É Estranha "especial" e uma coisa chamada Vídeo Pop (que é completamente diferente de Gosto Disto!, tirando ser igualzinho também).

Resta-nos o desporto. Mas mesmo ele não promete grande coisa (para além, naturalmente, de não ser novidade, pois trata-se de provas regulares). Em agosto há a Volta a Portugal, principal ícone nacional de uma modalidade cuja legitimidade desportiva é cada vez mais posta em causa (com franqueza, se Lance Armstrong perder as sete vitórias no Tour, eu desisto do ciclismo). E, antes disso, Jogos Olímpicos, onde há quando muito uma portuguesa verdadeiramente candidata às medalhas (e é no judo, a menos telegénica de todas as modalidades em competição).

Depois disto? Bom, depois disto acaba-se o verão e estreia a Casa dos Segredos. Basicamente, começa tudo de novo. A TV generalista é uma pescadinha de rabo na boca. E uma depressão.


Patrocínio
 
1278Visualizações
0Impressões
4Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
FERREIRA FERNANDES

As explicações financeiras da ministra sobre o BES não me interessavam. Não sou de guardar no matadouro aquele ar feliz que parecem ter as vacas nos Açores: "O cutelo, sabes, não dói e é uma honra vires...

FERNANDA CÂNCIO

Há uma revolução em curso na justiça portuguesa: vai tudo preso. Que é lá isso de fortes indícios e provas inquestionáveis, que é lá isso do in dubio pro reo, do latim "na dúvida, decida-se pelo réu",...

PAULO PEREIRA DE ALMEIDA

O mais recente escândalo em Portugal (o dos chamados vistos gold, ou vistos de ouro) envolve a investigação de alegada corrupção (no caso de corrupção política esta corresponde ao uso das competências...

JOEL NETO

A ideia de que no campo se trabalha menos do que na cidade é a maior falácia desta dicotomia. O que no campo temos menos são as solicitações, que por outro lado é aquilo de que muitos citadinos arrependidos...


O DN está aberto à participação dos leitores. Use o email jornalismodecidadao@dn.pt para publicar online os seus artigos, fotos ou videos. Publique os seus SMS usando o número 96 100 200

Ver mais
Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password



JOEL NETO

Condição

por JOEL NETO

 

A ideia de que no campo se trabalha menos do que na cidade é a maior falácia desta dicotomia. O que no campo temos menos são as solicitações, que por outro lado é aquilo de que muitos citadinos arrependidos...


Ver Mais




PUB

Especiais

Recuar
Avançar
Coleção DN 150 anos - DN Destaque
BT Edições Multimédia
Epaper
Ocasião/Zaask - Destaque 300x100 DN (Limpeza) (19-21Nov)



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Concorda com a reposição das subvenções vitalícias dos políticos?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper