Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


JOEL NETO
crónica de tv

Um ciclo vicioso

por JOEL NETO  

Olha-se para a programação com que RTP1, SIC e TVI pretendem presentear-nos ao longo deste verão e não se encontra uma novidade. Uma que seja.

Na RTP, há novas temporadas de Pai à Força e Maternidade, a versão portuguesa de Top Chef (que é completamente diferente de Masterchef, tirando ser igualzinho) e o regresso da superpastelada Verão Total, desta feita centrado na eleição 7 Maravilhas-Praias de Portugal (para o ano não perca as 7 Maravilhas-Planícies Perfeitas Para a Apanha da Azeitona, Mas Apenas das Verdes). Na SIC, continua a telenovela Dancin' Days (até as telenovelas já são alvos de remakes, meu Deus), conclui-se mais uma edição de Ídolos e há nova temporada de Não Há Crise! (isso mesmo, mais apanhados). E na TVI há Morangos com Açúcar IX-Férias de Verão, um A Tua Cara não Me É Estranha "especial" e uma coisa chamada Vídeo Pop (que é completamente diferente de Gosto Disto!, tirando ser igualzinho também).

Resta-nos o desporto. Mas mesmo ele não promete grande coisa (para além, naturalmente, de não ser novidade, pois trata-se de provas regulares). Em agosto há a Volta a Portugal, principal ícone nacional de uma modalidade cuja legitimidade desportiva é cada vez mais posta em causa (com franqueza, se Lance Armstrong perder as sete vitórias no Tour, eu desisto do ciclismo). E, antes disso, Jogos Olímpicos, onde há quando muito uma portuguesa verdadeiramente candidata às medalhas (e é no judo, a menos telegénica de todas as modalidades em competição).

Depois disto? Bom, depois disto acaba-se o verão e estreia a Casa dos Segredos. Basicamente, começa tudo de novo. A TV generalista é uma pescadinha de rabo na boca. E uma depressão.


Patrocínio
 
1324Visualizações
0Impressões
4Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
VIRIATO SOROMENHO-MARQUES

Neste ano de 2015 completam-se 600 anos sobre a conquista de Ceuta. A primeira operação militar naval de um pequeno país que se tornaria o criador de três ciclos imperiais (asiático, americano e africano)...

JOEL NETO

Foi a Catarina quem inaugurou a moda de trocar beijinhos com as vizinhas. É tão lisboeta que chama subúrbio ao Saldanha: para ela, conhecer a vizinhança configura algo de especial. Não tive outro remédio...

MÁRIO SOARES

Asemana passada foi particularmente penosa. Em primeiro lugar, em virtude do discurso do primeiro-ministro, Passos Coelho, e também pelo número de greves, em especial no setor dos transportes (comboios...

PEDRO TADEU

1. Ouvi durante todo o dia uma série de banalidades condoídas sobre a tragédia no Mediterrâneo, às portas de Itália, a somar pelo menos 700 mortos à lista quase diária de imigrantes africanos que se afogaram...

FERREIRA FERNANDES

Katie Hopkins, colunista do jornal inglês The Sun, quando já havia centenas de afogados no Mediterrâneo, chamou aos emigrantes "cockroaches", baratas. E explicou-se: "Não, não me importo. Mostrem-me caixões...


A obra de Manoel de Oliveira

por António dos Santos Queirós, adsqueiros@gmail.com

O DN está aberto à participação dos leitores. Use o email jornalismodecidadao@dn.pt para publicar online os seus artigos, fotos ou videos. Publique os seus SMS usando o número 96 100 200

Ver mais

JOEL NETO

O meu boné

por JOEL NETO

 

Foi a Catarina quem inaugurou a moda de trocar beijinhos com as vizinhas. É tão lisboeta que chama subúrbio ao Saldanha: para ela, conhecer a vizinhança configura algo de especial. Não tive outro remédio...


Ver Mais




PUB

Especiais

Recuar
Avançar
PEPE Jornadas Empreendedorismo Turismo - DN Destaque
Continente UVA D'OURO 2015 DN 300x100
Btn EdMultimedia - Geral
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Acha possível proposta de PS para ajudar trabalhadores pobres ir para a frente?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper