Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


BERNARDO PIRES DE LIMA
análise

Condições para Hollande

por BERNARDO PIRES DE LIMA  

Nunca a abstenção foi tão elevada em legislativas na V República. Esta é a primeira linha de análise: 42% em contraste com os 19% das recentes presidenciais. Há a perceção que o sistema está centrado no Eliseu e que o Parlamento se limita a dar consequência legislativa às intenções do Presidente. As presidenciais esvaziaram de tal forma o argumentário eleitoral que nada restou para motivar a adesão às urnas: nem o PS foi além do reforço às políticas de Hollande, nem a UMP foi capaz de se erguer sem Sarkozy. Assim, no curto espaço de cinco anos, o centro-direita maioritário passou para os valores da esquerda e esta está a uma semana de alcançar a maioria desejada por Hollande. Pelo meio, a ascensão da FN de 4% para 14% cimentou-a como terceira força nacional, embora valha menos do que a senhora Le Pen (18%) e o sistema não lhe vá conceder mais que meia dezena de deputados. A segunda linha de análise prende-se com as condições de governabilidade de Hollande. A legitimidade das suas políticas sai fortalecida se todos os membros do Governo forem eleitos deputados, o que não está longe de acontecer. Este é um ponto importante, tendo em conta que a validação popular confere cobertura política às difíceis medidas que o Governo tomará para cumprir os 3% de défice em 2013, responder à auditoria das contas públicas prevista para julho e congelar algumas promessas eleitorais. Este exemplo devia ser debatido e valorizado: cada vez mais os membros dos Governos precisam de reforçar a sua legitimidade democrática e não o inverso. Ter, como em Portugal, mais ministros nomeados (4) do que eleitos por um dos partidos da coligação (3) é perverso do ponto de vista democrático. A crise que passamos vergou os governos a funcionários internacionais e hiperburocratizou as democracias. Não precisa que cortemos o oxigénio que alimenta a máquina.


Patrocínio
 
4092Visualizações
32Impressões
2Comentários
10Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 

A cidade e o nexo*

por Brassalano Graça, licenciado em Jornalismo

O DN está aberto à participação dos leitores. Use o email jornalismodecidadao@dn.pt para publicar online os seus artigos, fotos ou videos. Publique os seus SMS usando o número 96 100 200

Ver mais
Comentar

Caracteres disponíveis: 750

Receber alerta de resposta Aparecer como Anónimo
Lembrar dados pessoais
  • Comentar

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O DN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Receber alerta de resposta - será enviado um alerta para o seu e-mail sempre que houver uma resposta ao seu comentário. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados. Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

Se tem conta, faça Login

Email

Password

Legenda

Utilizador RegistadoUtilizador Registado    Utilizador Não RegistadoUtilizador Não Registado




BERNARDO PIRES DE LIMA

A última golpada

por BERNARDO PIRES DE LIMA

 

É provável que os próximos oito dias sejam dos mais dramáticos dos últimos meses na Ucrânia. A 24 de agosto comemora-se o Dia da Independência e Kiev quer recuperar Donetsk a tempo de celebrar a data....


Ver Mais




PUB

Especiais

Recuar
Avançar
Continente UVA D'OURO 2014 DN 300x100
BT Edições Multimédia
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Morte de jornalista americano pode ajudar o mundo a unir-se contra extremistas do Estado Islâmico?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper