Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


BERNARDO PIRES DE LIMA
análise

A Europa para a Rússia

por BERNARDO PIRES DE LIMA  

Rússia e UE têm agenda bilateral preenchida. Síria, vistos e relações económicas mostrarão o estado da relação: frio, calculista, tático. A UE quer que Moscovo ajude a cumprir a solução política síria e o moribundo plano Annan. Mas perante a intransigência de Putin será menos evidente que a UE facilite a liberalização de vistos de curta duração, abrindo a circulação empresarial russa ou a emigração, cuja ilegalidade é receio em Bruxelas. Contudo, é mais importante um braço de ferro do que a ausência de diálogo. Parte da Europa é condicionada pela política energética russa e uma grande parte da ação externa russa tem em conta o continente europeu.

Desde o fim da Guerra Fria que Moscovo nutre pelo Ocidente bem mais natofobia que eurofobia. A perceção de ameaça releva a chegada de Washington às suas fronteiras, através dos alargamentos da NATO, sendo a relação com a UE mais equilibrada. O petróleo e o gás são recursos eficazes e têm feito o seu caminho: evitam a unanimidade europeia e arregimentam membros poderosos como Alemanha, Itália ou França. Ou seja, Moscovo tem tentado dividir europeus e afastá-los dos EUA. Putin elevou a fasquia juntando-se a Paris e Berlim na guerra do Iraque; Medvedev até apresentou um "Tratado de Segurança Europeia" para russificar a Europa, procurando fragilizar o seu vínculo atlântico. Até hoje, não o conseguiram.

Este mandato de Putin vai pragmatizar a política europeia da Rússia. Condicionando-a (South Stream está em marcha), mas em equilíbrio com a prioridade asiática. Primeiro, via reforço da União Eurasiática (Bielorrússia, Cazaquistão e demais stans). Segundo, via Organização de Xangai (China e stans) com fornecimento energético e investimentos militares. Neste quadro global a UE é cada vez mais o império do meio. É por isso que deve reforçar o vínculo com Washington e não enfraquecê-lo.


Patrocínio
 
4412Visualizações
26Impressões
2Comentários
6Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
PEDRO MARQUES LOPES

Não, não é sinal do bom funcionamento da democracia que um ex-primeiro--ministro seja acusado de corrupção. Como seria um fortíssimo indício de que o sistema está com graves problemas se um ex-primeiro-ministro...

VIRIATO SOROMENHO-MARQUES

Hannah Arendt colocava os jornalistas entre as profissões que servem a procura da verdade. A verdade mais simples e menos sofisticada, por isso mesmo a verdade mais essencial. A verdade dos factos. Sei...

JOAO CÉSAR DAS NEVES

Não perguntem o que o vosso país pode fazer por vós, perguntai o que podeis fazer pelo vosso país." Esta frase célebre do presidente americano John Kennedy no discurso de posse, a 20 de Janeiro de 1961...

FERREIRA FERNANDES

Há dias, um jornalista sobre Sócrates em Paris: "Ele ia dia sim, dia não à Lipp..." Na cervejaria Lipp o prato poulet fermier rôti grand maître custa 22,50 euros. É muito? Será. Mas aconselho a não se...

ADRIANO MOREIRA

Os acontecimentos recentes, em que se destacam a decapitação de serviços fundamentais do Estado, e portanto a intervenção do poder judicial que tem, além das questões de responsabilidades de interventores...

ALBERTO GONÇALVES

A revolta com que, em certos meios, se reagiu à prisão de um homem e a "surpresa" que, pelos vistos, lhe está associada sugerem que falamos do Papa Francisco ou, sei lá, do roupeiro do Sporting.


O DN está aberto à participação dos leitores. Use o email jornalismodecidadao@dn.pt para publicar online os seus artigos, fotos ou videos. Publique os seus SMS usando o número 96 100 200

Ver mais
Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password



BERNARDO PIRES DE LIMA

Duas inspirações

por BERNARDO PIRES DE LIMA

 

Há dias que nos ajudam a ter melhor noção das múltiplas cores da política internacional e eles podem ser bem simples. Ontem, em Jerusalém, conheci duas pessoas cuja coragem não mudou apenas as suas vidas...


Ver Mais




PUB

Especiais

Recuar
Avançar
Coleção DN 150 anos - DN Destaque
BT Edições Multimédia
Epaper
Ocasião/Zaask - Destaque 300x100 DN (Remodelação) (25-26Nov))



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Detenção de José Sócrates vai prejudicar ação política do PS de António Costa?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper