Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


economia

Expansão avança na Portela

por

Leonor Matias  

A expansão do aeroporto da Portela vai custar 380 milhões de euros e as obras vão prolongar-se até ao terceiro trimestre de 2010. Em 2015, estima-se, a capacidade de movimentação de passageiros terá atingido o limite para o qual foi projectado - 16 milhões de passageiros/ano. Mário Lino lamentou que a construção do futuro aeroporto, decidida em 2000, não tenha avançado, considerando que "a falta de uma decisão pode ser irremediavelmente irrecuperável". A construção do aeroporto da Ota vai arrancar em 2010, precisamente quando termina a expansão da Portela, e prolonga-se até 2017.

O ministro das Obras Públicas, que presidiu ao encerramento da apresentação do plano de expansão do aeroporto da Portela, considera que, "mesmo com este investimento, vão existir momentos de alguma dificuldade, que podem afectar a qualidade do serviço". Em 2006 foram abertas 11 novas rotas para a Portela e, no próximo ano, a Finnair, a bmi baby e a Thomson vão começar a voar para Lisboa.

Com as obras, que prevêem a construção de um novo terminal junto à segunda circular, entre as duas torres de radar, a ANA espera dar resposta ao crescimento que a TAP registou nos últimos anos (50%). Os responsáveis da ANA consideram mesmo a companhia aérea liderada por Fernando Pinto como uma das principais responsáveis pelo aumento de tráfego. Com efeito, a TAP absorve 48% do tráfego aéreo da Portela.

O terminal 2, uma das principais obras para descongestionar a aerogare, vai igualmente servir para outras companhias, nomeadamente para responder à procura das low cost. Sendo uma obra "provisória", para funcionar até 2017, o terminal não será dotado de mangas e os passageiros irão, em alguns casos, "a pé para os aviões", disse Francisco Severino, director do aeroporto da Portela. Uma situação invulgar num aeroporto internacional. A ligação entre o terminal 1 e 2 será feita por um shuttle. Segundo o plano, a construção do terminal 2 é a primeira obra a avançar, prevendo-se o seu início no terceiro trimestre de 2007.

Francisco Severino alertou para alguma "perda de qualidade" nos serviços prestados pelo aeroporto. No limite, teme-se que algumas companhias deixem de voar para a Portela durante o período das obras. Os responsáveis da ANA comprometem-se a minimizar alguns constrangimentos operacionais durante as obras e alertam para uma "possível perda de capacidade".


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
0Visualizações
0Impressões
0Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 


PUB
Continente UVA D'OURO 2014 DN 300x100

Especiais

Recuar
Avançar
BT Edições Multimédia
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Polícia deve vigiar megaencontros marcados pelo Facebook como o do Vasco da Gama?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper