Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


tema

Scolari começa hoje a trabalhar corpo e mente

por

António Pedro Pereira  

Vítor Frade, professor da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto e com larga experiência no futebol (do FC Porto ao Rio Ave, por exemplo), resume as fases de preparação, como a que hoje a selecção portuguesa inicia à noite, com a concentração dos 23 jogadores convocados para o Mundial no Hotel Amazónia, no Jamor (ver infografia).

"Os aspectos físicos não são os mais importantes", sublinha. José Neto, investigador e professor do Instituto Superior da Maia (passou pelo Guimarães, na área da metodologia de treino), conclui: "A autoconfiança e a coesão de grupo são basilares."

Ou seja, mais do que comprovar a condição clínica ou física dos jogadores, o caminho até ao Mundial (começa a 9 de Junho, Portugal estreia--se com Angola a 11) passa pelo reforço dos laços de união, pelo estímulo motivacional. "Neste aspecto, o Scolari já mostrou que consegue gerir o grupo como se tratasse de uma família", diz José Neto, que insiste na necessidade de criar dossier individuais dos atletas que integrem itens antropométricos (peso, altura e percentagem de gordura corporal), cardiovasculares (intensidade cardíaca e tensão arterial) ou físico-atléticas (destreza, flexibilidade).

Estas informações serão recolhidas ao longo do dia de amanhã e de sexta-feira, quando os jogadores forem submetidos aos exames médicos conduzidos pelo departamento clínico da Federação Portuguesa de Futebol (chefiado por Henrique Jones, que remeteu o plano para um comunicado a ser divulgado hoje no sítio oficial na Internet) e pelo Laboratória de Optimização do Rendimento Desportivo, da Faculdade de Motricidade Humana.

A relativização da condição física, por contraste com a importância da força psicológica e motivacional ("que é máxima, num Mundial", argumenta Frade), tem uma explicação simples, até porque se coloca a questão do estado de atletas como Costinha (não é utilizado no Dínamo de Moscovo e treina no Belenenses), de Maniche (pouco jogou no Chelsea) e Quim (o mesmo, no Benfica). Há tempo para atingir alta rentabilidade", defende José Neto. Vítor Frade, que Mourinho considera um dos seus mentores (foi seu colaborador no FC Porto), aprofunda.


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
0Visualizações
0Impressões
0Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 


PUB

Especiais

Recuar
Avançar
BT Edições Multimédia
Epaper
Ocasião/Zaask - Destaque 300x100 DN



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Qual o melhor presidente para o Brasil?

Dilma Rousseff
Aécio Neves
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper