Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Graça Machel sobre Nelson Mandela

"Tem sido doloroso vê-lo envelhecer"

por Lusa, editado por Patrícia Viegas  

Nelson Mandela com Graça Machel, a sua terceira mulher, num concerto da campanha anti-Sida 46664 (que usa o seu antigo número de prisioneiro em Robben Island)
Nelson Mandela com Graça Machel, a sua terceira mulher, num concerto da campanha anti-Sida 46664 (que usa o seu antigo número de prisioneiro em Robben Island) Fotografia © Reuters

Graça Machel, mulher de Nelson Mandela, confessou, numa entrevista que hoje voltou a ser difundida pela televisão sul-africana E-nca, a "amargura" que tem sentido ao testemunhar a deterioração do estado de saúde do seu marido, primeiro Presidente da África do Sul democrática e Nobel da Paz.

"Tem sido doloroso vê-lo envelhecer. Percebemos que um dia [a morte] terá que chegar, mas é de partir o coração observar o seu espírito e a sua chama a extinguirem-se", declarou a moçambicana Graça Machel, casada com Mandela desde 18 de Julho de 1998, em declarações ao canal de notícias "e-Nca", numa entrevista que deu ao canal em 2009 e que hoje voltou a ser transmitida.

Nelson Mandela passa a terceira noite no hospital militar 1, em Pretória, onde foi internado no sábado passado, para, segundo a Presidência sul-africana, ser sujeito a exames clínicos.

A Presidência, através do porta-voz Mac Maharaj, voltou hoje a garantir que o ex-Presidente "está bem, confortável e em boas mãos".

Também a ministra da Defesa, Nosiviwe Mapisa-Ngakula, que visitou Mandela no hospital militar 1, assegurou que o ícone da luta anti-"apartheid" e Prémio Nobel da Paz "está muitíssimo bem, apelando aos sul-africanos para não entrarem em pânico face a rumores sobre a saúde de Mandela.

No entanto, no exterior do estabelecimento hospitalar, o contingente de jornalistas, muitos apoiados por carros de exteriores das televisões nacionais e estrangeiras, cresceu significativamente ao longo do dia e da noite de hoje, dando um sinal claro que os olhos da Nação sul-africana e do mundo estão virados para a situação clínica do primeiro Presidente da "nova África do Sul", e preparados para tudo.


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
4432Visualizações
0Impressões
15Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 
Comentar

Caracteres disponíveis: 750

Receber alerta de resposta Aparecer como Anónimo
Lembrar dados pessoais
  • Comentar

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O DN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Receber alerta de resposta - será enviado um alerta para o seu e-mail sempre que houver uma resposta ao seu comentário. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados. Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

Se tem conta, faça Login

Email

Password

Legenda

Utilizador RegistadoUtilizador Registado    Utilizador Não RegistadoUtilizador Não Registado





PUB

Especiais

Recuar
Avançar
BT Edições Multimédia
Ocasião/Zaask - Destaque 300x100 DN
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Acha essencial haver eleições antecipadas na Câmara de Lisboa?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper