Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Rio de Janeiro

Polícia brasileira entra em duas das favelas mais violentas

por Lusa, texto publicado por Paula Mourato  

Polícia brasileira entra em duas das favelas mais violentas
Fotografia © Direitos Reservados

A polícia brasileira iniciou hoje de manhã uma operação de ocupação de duas favelas no Brasil, Jacarezinho e Manginhos, as mais violentas do Rio de Janeiro e controladas por tranficantes de drogas.

Pouco antes das 05:00 (08:00 de Lisboa), 800 polícias fazendo-se acompanhar de 13 blindados da marinha, entraram a pé nas ruelas das duas favelas, conhecidas também por serem centros de consumo de "crack", informou a agência noticiosa francesa AFP, presente no terreno.

Na favela de Jacarezinho, uma jornalista da AFP ouviu tiros, enquanto que a imprensa local disse que na operação em Manginhos se desenvolve sem que, por enquanto, se tenham entregado narcotraficantes.

A operação mobilizou 170 fuzileiros da marinha, utilizando blindados e 1.300 polícias, dos quais 500 estão a cercar as favelas.

Pequenas equipas da polícia foram também enviadas para outras favelas com o objetivo de vigiarem e controlarem as movimentações dos traficantes de droga.

As autoridades brasileiras estão a tentar controlar as zonas mais perigosas do país, antes de se iniciar o Campeonato Mundial de Futebol em 2014 e dos Jogos Olímpicos em 2016.


Patrocínio
 
5693Visualizações
2Impressões
70Comentários
3Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 
TAGS
 
Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password




PUB
PEPE Jornadas Empreendedorismo Turismo - DN Destaque

Especiais

Recuar
Avançar
TSF Superbrand - DN destaque
BT Edições Multimédia
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Concorda com a prova de avaliação aos professores?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper