Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Síria

Governo jordano confirma chegada de PM desertor ao país

por Lusa, texto publicado por Sofia Fonseca  

O primeiro-ministro sírio Riad Hijab, cuja deserção foi anunciada na segunda-feira por um seu porta-voz, está na Jordânia, anunciou hoje o ministro da Informação jordano, confirmando pela primeira vez oficialmente a deserção.

Sameeh Maaytah, o ministro jordano, afirmou à agência Petra que Hijab "entrou na Jordânia às primeiras horas de hoje, acompanhado de vários membros da sua família".

O ministro não fez mais declarações.

A deserção de Hijab foi anunciada na segunda-feira, primeiro pela oposição ao regime de Bashar al-Assad e depois por um porta-voz do próprio. No mesmo dia, o ministro da Informação sírio negou a presença de Hijab no país.

Segundo o Exército Sírio Livre, Hijab saiu da Síria para a Jordânia com os seus sete irmãos, duas irmãs e respetivas famílias e, segundo o porta-voz de Hijab, Mohamed Otri, planeava partir "em breve" da Jordânia para o Qatar.

Os Comités Locais de Coordenação, que organizam a contestação na Síria, indicaram hoje num comunicado que Hijab "chegou à Jordânia depois de ter estado cercado na província de Deraa (sul) desde o anúncio da sua deserção".


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
1232Visualizações
0Impressões
1 Comentário
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 


PUB
NOS ConferênciaPrémioInovaçãoNOS - DN Destaque

Especiais

Recuar
Avançar
Conferência 3º Aniv DV - DN Destaque Évora (Mar2015)
PEPE Jornadas Empreendedorismo Turismo - DN Destaque
Continente UVA D'OURO 2015 DN 300x100
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Companhias de aviação low cost são menos seguras que as convencionais?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper