Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Oslo

Noruega assinala aniversário dos ataques de Breivik

por Texto da Agência Lusa, publicado por Patrícia Viegas  

Breivik, o assassino de Oslo e Utoya, foi julgado e aguarda veredicto. Aqui, em tribunal, a fazer uma saudação extremista
Breivik, o assassino de Oslo e Utoya, foi julgado e aguarda veredicto. Aqui, em tribunal, a fazer uma saudação extremista Fotografia © Reuters

A Noruega assinala, amanhã, o primeiro aniversário dos ataques do extremista de direita Anders Behring Breivik, que causaram 77 mortos, uma ocasião para o país sublinhar a tolerância e os valores democráticos que pretende preservar.

Em 22 de julho de 2011 o extremista de direita fez explodir uma bomba perto da sede do governo, que vitimou 8 pessoas. Pouco depois, disfarçado de polícia, atacou o acampamento de verão da juventude do Partido Trabalhista e abateu a tiro 69 pessoas entre os 14 e os 20 anos.

Para assinalar o massacre estão previstas cerimónias religiosas em diversas cidades do país escandinavo, além da deposição de coroas de flores nos locais dos dois atentados e um concerto nas proximidades da câmara municipal de Oslo. O primeiro-ministro norueguês, Jens Stoltenberg irá participar num serviço religioso na catedral de Olso, acompanhado pela família real, e fará um discurso perante a juventude do partido em Utoeya.

Logo após o atentado o líder trabalhista proferiu um emotivo discurso, no qual assinalou que a resposta da Noruega seria "mais democracia, mais abertura e mais humanidade, mas nunca ingenuidade". Apesar da adoção de algumas medidas, como as propostas de alterações legislativas e o reforço da proteção aos responsáveis políticos e edifícios governamentais, a Noruega não registou uma deriva securitária.

"A Noruega não mudou mas espero que a comissão de 22 de julho inspire algumas alterações, como o reforço da vigilância na Internet e uma vigilância mais apertada sobre a extrema-direita, para prevenir novos ataques", afirmou Trond Henry Blattman, presidente do grupo de apoio às famílias das vítimas à AFP. Anunciada pelo governo para extrair conclusões do massacre, esta comissão de dez membros deve apresentar os resultados a 13 de agosto.

A principal interrogação sobre o desfecho do processo relaciona-se com a responsabilidade penal, com a defesa a exigir a condenação a prisão e o procurador a requerer um internamento psiquiátrico (Breivik é psicótico e sofre de esquizofrenia paranoide). As dúvidas apenas serão dissipadas após o anúncio do veredito, previsto para 24 de agosto.


Patrocínio
 
1147Visualizações
0Impressões
1 Comentário
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 
Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password




PUB

Especiais

Recuar
Avançar
Coleção DN 150 anos - DN Destaque
BT Edições Multimédia
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Como classifica a entrevista do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, ontem à RTP?

Muito boa
Boa
Medíocre

Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper