Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Síria

Annan chocado com massacre de Treimsa

por Patrícia Viegas com agências  

Enviado internacional para a Síria, Kofi Annan, reagiu hoje, em comunicado, ao massacre de Treimsa, na província síria de Hama, dizendo estar "chocado e assustado" com as notícias que chegam do terreno. O Observatório sírio dos Direitos Humanos (OSDH) acusa as forças do regime sírio de terem bombardeado essa localidade, enquanto o Governo de Bachar al-Assad culpa "grupos de terroristas" de terem levado a cabo o massacre para "provocar uma intervenção estrangeira" na Síria.

Num comunicado divulgado hoje em Genebra e citado pela AFP, Annan, ex-secretário-geral da ONU, diz que o massacre de Treimsa é "uma violação do compromisso do Governo em acabar com o emprego de armas pesadas nos centros populosos e o seu compromisso em relação ao plano [de paz] dos seis pontos"

Em Treimsa, a maioria dos 200 mortos, número que ainda poderá crescer, são civis, segundo testemunhos de residentes na zona e ativistas de defesa dos direitos humanos que foram ouvidos por agências como a AFP e televisões como a Al-Arabiya.

"As tropas governamentais bombardearem Treimsa utilizando tanques e helicópteros", declarou, à AFP, por telefone, o presidente do OSDH, Rami Abdel Rahmane, acrescentando que, nesta pequena localidade, "poderá ter acontecido o maior massacre cometido desde o início da revolta na Síria" em março de 2011.

A matança decorreu na quinta-feira à noite mas o balanço trágico dos mortos começou a ser feito com o início do dia de hoje. Primeiro, chegou o Exército e começou a disparar. Depois, milícias fiéis ao regime, vindas de localidades vizinhas, começaram a matar os habitantes nas suas casas. Uns morreram na explosão das bombas, outros em resultado de disparos recebidos na cabeça, segundo a versão da Comissão Geral para a Revolução Síria.

Ativistas ouvidos pela Al-Arabiya disseram que os helicópteros do regime visavam os camiões que transportavam ajuda humanitária para a localidade. Várias casas e mesquitas foram incendiadas, relata a agência Dpa.


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
3216Visualizações
1 Impressão
37Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 
Comentar

Caracteres disponíveis: 750

Receber alerta de resposta Aparecer como Anónimo
Lembrar dados pessoais
  • Comentar

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O DN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Receber alerta de resposta - será enviado um alerta para o seu e-mail sempre que houver uma resposta ao seu comentário. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados. Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

Se tem conta, faça Login

Email

Password

Legenda

Utilizador RegistadoUtilizador Registado    Utilizador Não RegistadoUtilizador Não Registado





PUB

Especiais

Recuar
Avançar
BT Edições Multimédia
Epaper
Ocasião/Zaask - Destaque 300x100 DN



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

O PS devia dizer já como reestruturar a dívida?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper