Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Presidenciais no México

Nieto declara vitória e apela à reconciliação nacional

por Lusa  

Peña Nieto faz a festa com apoiantes
Peña Nieto faz a festa com apoiantes Fotografia © REUTERS/Edgard Garrido

Enrique Peña Nieto afirmou no domingo após a sua declaração de vitória nas presidenciais mexicanas que procurará a reconciliação e a unidade nacionais e prometeu uma presidência "moderna e responsável".

Num discurso proferido perante os seus apoiantes, o novo presidente do México realçou que a unidade dos mexicanos "é indispensável".

"É tempo de promover e incentivar a reconciliação nacional e de deixar de lado as nossas diferenças e privilegiar as nossas semelhanças", concluiu.

Enrique Peña Nieto, o candidato do Partido Revolucionário Institucional (PRI), que esteve sete décadas no poder no México, venceu as eleições presidenciais.

Peña Nieto angariou entre 37,93 por cento e 38,55 por cento dos votos contra 30,9 por cento a 31,86 por cento garantidos pelo candidato de esquerda, Andres Manuel Lopez Obrador, e 25,1 por cento a 26,03 por cento de Josefina Vazquez Mota, candidata do partido no poder, anunciou o presidente do Instituto Federal Eleitoral (IFE), Leonardo Valdês, em declarações à televisão mexicana.


Patrocínio
 
1511Visualizações
1 Impressão
2Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 
Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password




PUB
NOS ConferênciaPrémioInovaçãoNOS - DN Destaque

Especiais

Recuar
Avançar
PEPE Jornadas Empreendedorismo Turismo - DN Destaque
BT Edições Multimédia
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Demonstração de força do Podemos, em Espanha, significa que pode imitar vitória do Syriza?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper