Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Guiné-Bissau

Missão da CEDEAO vai ajudar a encontrar solução

por Lusa  

A Comunidade Económica dos Países da África Ocidental (CEDEAO) vai enviar uma missão técnica a Bissau para "encontrar uma solução por via da Constituição" para "a saída da crise" na Guiné -Bissau, disse hoje um responsável da Forças Armadas.

Dabana Na Walna, porta-voz do Estado Maior das Forças Armadas e que tem aparecido a comentar o golpe de Estado na

"A delegação (da CEDEAO) tinha uma missão apenas de vir saber se nós, militares, aceitaremos que a normalidade constitucional seja restabelecida", disse Dabana Na Walna, acrescentando que "ficou combinado que a CEDEAO vai mandar uma equipa técnica para ajudar a encontrar uma solução por via da Constituição para a saída da crise".

O mesmo responsável explicou que os militares deixaram "bem claro" que "está fora de questão" a repetição da segunda volta das eleições presidenciais e que "está fora de questão" o retorno de Carlos Gomes Júnior ao cargo de primeiro-ministro.

"Chamámos a classe política para gradualmente repor a ordem constitucional e os militares voltarem para o quartel", disse Dabana Na Walna à Rádio Nacional, acrescentando que há uma comissão que está a trabalhar nesse aspeto mas não "em versão definitiva ", porque haverá a missão técnica da CEDEAO para discutir "a modalidade de arranjo constitucional".


Patrocínio
 
1639Visualizações
11Impressões
2Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 
Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password




PUB

Especiais

Recuar
Avançar
Coleção DN 150 anos - DN Destaque
BT Edições Multimédia
Epaper
Ocasião/Zaask - Destaque 300x100 DN (Pintura) (22-24Nov)



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Como classifica a atuação da justiça portuguesa nos últimos meses?

Muito boa
Boa
Média

Muito má
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper