Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Portugal com buraco no défice e eleições à vista

por DN.pt  

Portugal teve no ano passado um défice orçamental de 8,6%, bem acima do previsto pelo governo, depois das correcções efectuadas pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Os novos dados foram divulgados no mesmo dia em que Cavaco Silva anunciou eleições para 5 de Junho. A crise financeira e política portuguesa e a falta de consenso sobre um resgate internacional estão em destaque na imprensa espanhola.

"Portugal terá eleições antecipadas no próximo dia 5 de Junho. O Presidente português aceitou nesta quinta-feira a demissão do primeiro-ministro e decidiu dissolver o parlamento luso. [...] O país vizinho está pendente de um possível resgate financeiro que ninguém parece disposto a pedir mas que muitos peritos consideram iminente", escreve a correspondente do El Mundo, destacando o que Cavaco Silva disse esperar das eleições: "um compromisso estratégico a médio prazo e alargado consenso político e social, para salvaguardar o interesse nacional".

Já o El País noticia a correcção em alta dos défices dos últimos anos (ver relacionado), em especial do do último ano, que saltou dos 6,8% na execução orçamental para 8,6%, acima dos 7,3% estabelecidos pelo governo português como meta, depois das alterações impostas pelo Eurostat, gabinete de estatística da União Europeia.

"Uma péssima notícia em plena crise política e que coincide com o anúncio, por parte do Presidente Aníbal Cavaco Silva, da dissolução do parlamento e da convocação de eleições antecipadas. O erro de cálculo de 3043 milhões de euros (1,8% do produto interno bruto) deve-se, segundo dados difundidos pelo INE português, por que não se tinha contabilizado o custo dos escândalos do sector financeiro", concretamente do BPN (Banco Português de Negócios) e do BPP (Banco Privado Português), e os gastos das empresas públicas de transportes, escreve o correspondente do El País em Lisboa.

O jornal termina o artigo com o apelo de Cavaco Silva para que as eleições possam criar "condições para uma negociação e o compromisso entre as diversas forças políticas": "Este é um dos momentos mais críticos da vida nacional desde que foi instaurado o nosso regime democrático."


Patrocínio
 
2351Visualizações
23Impressões
6Comentários
1Envio
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 
Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password




PUB
PEPE Jornadas Empreendedorismo Turismo - DN Destaque

Especiais

Recuar
Avançar
TSF Superbrand - DN destaque
BT Edições Multimédia
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Tensão do Ocidente com a Rússia pode favorecer a Base das Lajes?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper