Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Seguros

Ambulâncias do INEM não vão parar

por Lusa, texto editado por Sofia Fonseca  

A ameaça de que as ambulâncias do INEM poderiam parar a partir de terça-feira não se vai concretizar, deppis de o organismo ter garantido ao sindicato que os seguros das viaturas estão em ordem.

"Foi confirmado pelo Conselho Diretivo do Instituto Nacional de Emergência Médica/INEM que todas as viaturas do INEM têm o seu seguro regularizado, desde a semana passada, e que os certificados apenas foram entregues na sexta-feira passada às 19:00, inviabilizando a sua distribuição em tempo útil", refere o Sindicato dos Técnicos de Ambulâncias de Emergência (STAE), citado pela Lusa.

Assim, a paragem das ambulâncias não se vai verificar, prevendo-se que os certificados das apólices de seguro sejam distribuídos entre hoje e terça-feira.

Em comunicado, o STAE reconhece que a situação causou "bastantes transtornos" às equipas do turno da noite do último domingo, mas admite que seria "impraticável a distribuição atempada dos certificados do seguro de forma mais célere". O sindicato pede ainda que, em situações semelhantes, os colaboradores sejam informados e tranquilizados relativamente ao assunto.

No domingo, o sindicato alertou para o facto de algumas viaturas do INEM não terem ainda o documento comprovativo do pagamento do seguro para o segundo semestre do ano. Garantiu ainda que algumas viaturas ficaram paradas devido a essa falha, algo que o INEM garantiu desconhecer.


Patrocínio
 
1248Visualizações
2Impressões
0Comentários
1Envio
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 



PUB

NOTÍCIAS Mais VISTAS

Emirates Microsite 15destinos destaque DN




PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Os incentivos pagos aos médicos em zonas carenciadas são suficientes?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper