Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Faria de Oliveira

"Para a CGD, a OPA à Cimpor é uma operação razoável"

por Tiago Figueiredo Silva  

"O objetivo do acordo com a Votorantim era manter a unidade da Cimpor e saída teria de ter como contrapartida um equílibrio entre saída e entrada de ativos. Neste momento, o que se pode dizer é que os ativos que entram têm uma forte procura no mercado do cimento. Não se pode dizer, à partida, que esta operação é desfavorável para a Cimpor. Pode haver ativos que entrem que sejam melhores do que os que saem", afirmou o presidente do conselho de administração da CGD, Faria de Oliveira, que está a ser ouvido na comissão de economia sobre a OPA à Cimpor.

"Esse ativos estão muito bem localizados ", afirmou o responsável.

Leia mais ema sua marca de economia


Patrocínio
 
865Visualizações
2Impressões
0Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 



PUB

NOTÍCIAS Mais VISTAS

Emirates Microsite 15destinos destaque DN




PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Concorda com a decisão de afastar as comissões de proteção dos casos de denúncia de abusos sexuais de menores?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper