Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Presidente do ACP

Aumento de preços dos combustíveis é "incompreensível"

por Lusa  

Aumento de preços dos combustíveis é "incompreensível"

O presidente do ACP, Carlos Barbosa, considerou "despropositado" e incompreensível o novo aumento do preço dos combustíveis que entra hoje em vigor e disse esperar que o ministro da Economia lhe explique as razões.

"Não consigo entender, mais uma vez," este "aumento despropositado dos combustíveis em Portugal", disse à Lusa o presidente do Automóvel Clube de Portugal.

"Nem eu nem nenhum português entende como é que o barril de Brent está a 124,98 [dólares]" quando em 2008 "estava a 160 dólares e nós tínhamos combustível mais barato", disse à Lusa.

Além disso, acrescentou Carlos Barbosa, "hoje em dia o euro está benéfico em relação ao dólar", o que, na sua opinião, significa que "há um problema nacional qualquer que tem de ser resolvido".

O presidente do ACP adiantou ter hoje reforçado o pedido de reunião com o ministro da Economia, para falar sobre o aumento dos preços dos combustíveis e sobre a proposta de criação de postos de gasolina 'low cost', não tendo ainda obtido resposta.

No entanto, Carlos Barbosa espera que Álvaro Santos Pereira dê "uma explicação", embora acredite que "será difícil os portugueses perceberem, porque não há explicação possível".


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
9135Visualizações
15Impressões
32Comentários
1Envio
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 
Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password




PUB

Especiais

Recuar
Avançar
Conferência 3º Aniv DV - DN Destaque 300x100




PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

A Justiça está a ser muito demorada na aplicação da medida de coação a José Sócrates?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper