Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


INTERNET

"Ataque" deixa página da Moody's indisponível

por DN.pt/Lusa  

"Ataque" deixa página da Moody's indisponível
Fotografia © Alfredo Leite

A página online da agência de notação financeira Moody's, que na passada semana cortou em quatro níveis o 'rating' de Portugal para a categoria de 'lixo', não está disponível em Portugal.

No dia em que circula um e-mail dando conta da existência de "um ataque combinado ao 'site' internacional da agência de 'rating' Moody's", a Lusa não conseguiu aceder à página na Internet, após sucessivas tentativas. O DN online tentou entrar no site e comprovou que é mesmo impossível.

O site da Moody"s, a agência de rating que a semana passada classificou a dívida externa portuguesa como "lixo", está inacessível em Portugal desde as 15h00. Não há ainda certezas quanto à possibilidade de se tratar de um "ataque" concertado de utilizadores portugueses ao site da empresa norte-americana.

Contactada pela Rádio Renascença, fonte oficial da Moody"s disse desconhecer a existência de problemas no site. Ainda de acordo com a Renascença, o site da Moody"s está também inacessível a partir do Reino Unido e o acesso a partir dos Estados Unidos revelou uma invulgar lentidão.

Na rede social Facebook, foi criado um evento, com início marcado para as 15:00, com o tema "Ataque concertado à Moody's", como forma de retaliação pela descida do 'rating', em que a estratégia é começar pela Internet.

"Um servidor 'web' tem uma capacidade máxima de resposta. Não é qualquer servidor que suporta milhares de conexões em simultâneo", explica a organização do evento, propondo a abertura do endereço (www.moodys.com) à mesma hora, às 15:00, para deixar o servidor inoperável.


Patrocínio
 
30711Visualizações
31Impressões
171Comentários
5Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 


PUB

Especiais

Recuar
Avançar




PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Acredita que Governo vai conseguir cortar 390 milhões em gastos no Estado até 2019??

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper