Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Carros eléctricos

Rede Nacional de Distribuição de Energia com maioria de capital

por Lusa  

A entidade concessionária da Rede Nacional de Distribuição de Energia terá a maioria do capital da Mobi-E, a sociedade anónima que será responsável pela gestão integrada da rede de abastecimento de energia dos novos carros eléctricos.

Em conferência de imprensa, hoje, no final do Conselho de Ministros, o secretário de Estado da Energia e da Inovação, Carlos Zorrinho, referiu-se por lapso à Rede Energética Nacional (REN) e não à Rede Nacional de Distribuição de Energia como a empresa que teria a maioria do capital da Mobi-E, que será constituída até ao final de Março do próximo ano.

Segundo Carlos Zorrinho, nesta sociedade anónima, "os outros operadores poderão ter uma presença através de participações individuais não superiores a cinco por cento".

Por sua vez, o ministro da Economia, Vieira da Silva, salientou que caberá à Mobi-E assegurar que o "abastecimento poderá ser efectuado em qualquer ponto do país, de forma a garantir uma rede aberta, universal e focada no utilizador".

"Todos os fornecedores de energia poderão contribuir, não tendo o utilizador que ficar limitado a um ou outro fornecedor de energia eléctrica. Assim como o multibanco proporcionou um acesso directo a todas as caixas bancárias, também neste caso o utilizador do carro eléctrico terá acesso a qualquer fornecedor de energia no que respeita ao carregamento", advogou o membro do Governo.

Em conferência de imprensa, Vieira da Silva manifestou-se confiante que, nesta área, Portugal terá "várias oportunidades de negócio pela frente".


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
1118Visualizações
1 Impressão
0Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
TAGS
 


PUB

Especiais

Recuar
Avançar




PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Acredita que Governo vai conseguir cortar 390 milhões em gastos no Estado até 2019??

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper