Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Turismo

Aquapura desiste de hotel de Vaz Guedes no Brasil

por RITA ROBY GONÇALVES  

O hotel de seis estrelas que Diogo Vaz Guedes está a construir na Baía tem as obras paradas desde 2007.

Warapuru, o primeiro hotel de seis estrelas do Brasil idealizado e criado por Diogo Vaz Guedes, afinal já não vai fazer parte da marca Aquapura, fundada pelo empresário. Miguel Simões de Almeida, co-fundador da marca turística, confirmou ao DN que a Aquapura não vai ser a entidade gestora do Warapuru. "O Warapuru vai seguir o seu caminho, que será diferente do caminho da Aquapura", disse. O problema é que o caminho do Warapuru está cada vez mais indefinido. Em Fevereiro de 2007, o Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente) mandou parar as obras do resort durante um ano e meio. Na altura já Diogo Vaz Guedes tinha enterrado 30 milhões de euros no projecto megalómano desenhado por Anouska Hempel, a famosa designer de interiores inglesa responsável pelos hotéis Blakes, Amesterdão, e The Hempel, em Londres. Quando finalmente o Supremo Tribunal deu razão a Vaz Guedes e o embargo foi levantado, o empresário português não quis avançar sozinho e as obras permaneceram paralisadas. Foi então que surgiu a hipótese de o Warapuru se transformar em Aquapura Itacaré. Parecia a solução perfeita: a Aquapura tinha já uma estrutura montada e um portfólio consistente. Acrescia o facto de nesse ano as perspectivas de negócio serem ainda positivas. A empresa tinha anunciado até 2010 uma facturação de 60 milhões de euros e investimentos de 200 milhões até 2018. Entretanto, o programa de investimentos do grupo foi reavaliado, as obras do Warapuru continuam paradas, e a Aquapura saiu fora da jogada.

Como o DN noticiou, Vaz Guedes procura salvar a situação do resort Warapuru com outra parceria, possivelmente um banco, que deseje partilhar o investimento necessário para a conclusão do projecto. "Até ao final deste ano as obras devem ser retomadas e no espaço de um ano o hotel será inaugurado", assegurou ao DN João Vaz Guedes, irmão do antigo presidente da Somague. A inauguração do empreendimento, inicialmente prevista para 2007, deverá saltar para 2010.

Considerado pelo New York Times como um dos melhores hotéis de luxo do futuro, o Warapuru foi idealizado para se destacar entre os melhores: 40 bungalôs com piscina privativa e mordomo 24 horas por dia, mais 17 villas que serão comercializadas como casas de férias. Um luxo inspirado nos melhores hotéis do Oriente que tão cedo não vê a luz do dia.


Patrocínio
 
2669Visualizações
5Impressões
0Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
TAGS
 
Comentar

Caracteres disponíveis: 750

Receber alerta de resposta Aparecer como Anónimo
Lembrar dados pessoais
  • Comentar

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O DN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Receber alerta de resposta - será enviado um alerta para o seu e-mail sempre que houver uma resposta ao seu comentário. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados. Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

Se tem conta, faça Login

Email

Password

Legenda

Utilizador RegistadoUtilizador Registado    Utilizador Não RegistadoUtilizador Não Registado





PUB
Continente UVA D'OURO 2014 DN 300x100

Especiais

Recuar
Avançar
Edição 150 Anos DN - 300x100




PUBLICIDADE
sondagem

Inquérito DN

Polícia deve vigiar megaencontros marcados pelo Facebook como o do Vasco da Gama?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper