Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Antropologia

Homo erectus não estava sozinho

por Texto da agência Lusa publicado por Paula Mourato  

Homo erectus não estava sozinho

Novos fósseis descobertos no Quénia provam a diversidade dos primeiros representantes do género Homo, ao qual pertence o Homem moderno, revela um estudo publicado na revista científica britânica Nature.

As novas peças do puzzle - um crânio, um maxilar inferior completo e parte de um segundo maxilar inferior - foram descobertos entre 2007 e 2009 a leste do lago Turkana pelo projeto de investigação Koobi Fora.

Os novos fósseis confirmam, segundo os autores da análise aos fósseis, que coexistiram no continente africano, há cerca de dois milhões de anos, duas espécies distintas do Homo erectus: Homo habilis e Homo rudolfensis.

"É agora claro que duas espécies de Homo viveram ao mesmo tempo que o Homo erectus", afirmou, citado pela agência AFP, o antropólogo Fred Spoor, que dirigiu a análise, acrescentado que os novos fósseis "vão contribuir para clarificar a maneira como a ramificação da evolução humana surgiu e desenvolveu-se há cerca de dois milhões de anos".


Patrocínio
 
14053Visualizações
18Impressões
174Comentários
7Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
TAGS
 
Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password




PUB

Especiais

Recuar
Avançar
Coleção DN 150 anos - DN Destaque
BT Edições Multimédia
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Como classifica a entrevista do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, ontem à RTP?

Muito boa
Boa
Medíocre

Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper