Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Rio+20

É preciso "estratégia mais coerente" para gerir recursos oceânicos

por Lusa  

O diretor do Departamento de Oceanografia e Pescas (DOP) da Universidade dos Açores recomendou hoje ao Governo uma "estratégia mais coerente" para proteger os recursos marinhos e da plataforma continental português.

As riquezas existentes na enorme extensão de oceano sob a responsabilidade de Portugal obrigam a que o país tenha que definir uma estratégia que garanta uma exploração sustentável e assegure a defesa dos interesses económicos nacionais, sustentou Hélder Silva, na véspera da conferência do Rio de Janeiro sobre Ambiente (Rio+20), onde será debatida a gestão dos oceanos.

É necessário um "investimento" concreto e "uma estratégia mais coerente. Precisamos de defender e proteger os nossos interesses económicos, mas temos meios escassos e pouco adequados às necessidades de cobertura de um espaço atlântico alargado, com uma riqueza crescente e tendência para aumentar", afirmou o investigador.

Hélder Silva recordou que a zona atlântica portuguesa, com a extensão da plataforma continental, pode atingir quase quatro milhões de quilómetros quadrados, considerando ser "fundamental" a definição de prioridades nesta área.

"Nunca foi tão importante como hoje estabelecer prioridades, é fundamental que o país perceba o que é prioritário", frisou o diretor do DOP em declarações à Lusa, alertando que "se o país quer ir pelo caminho do mar, isso não se faz sem investimento".

Nesse sentido, defendeu que "atirar umas migalhas para aqui e para ali não resolve os problemas, tem que haver uma estratégia clara, uma determinação de prioridades e uma alocação de recursos de acordo com as necessidades de implementação desta estratégia".


Ler Artigo Completo(Pág.1/3) Página seguinte
Patrocínio
 
1802Visualizações
7Impressões
1 Comentário
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 
Comentar

Caracteres disponíveis: 750

Receber alerta de resposta Aparecer como Anónimo
Lembrar dados pessoais
  • Comentar

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O DN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Receber alerta de resposta - será enviado um alerta para o seu e-mail sempre que houver uma resposta ao seu comentário. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados. Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

Se tem conta, faça Login

Email

Password

Legenda

Utilizador RegistadoUtilizador Registado    Utilizador Não RegistadoUtilizador Não Registado





PUB

Especiais

Recuar
Avançar
Continente UVA D'OURO 2014 DN 300x100
Epaper

PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Acha que a Guiné Equatorial devia fazer parte da CPLP?

Sim
Não
Só se adotar o português como língua principal
Só depois de dar garantias de que respeita os direitos humanos
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper