Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Festival do Sudoeste

Uma garrafa de vinho, várias guitarras e Eddie Vedder

por Sofia Fonseca  

Uma garrafa de vinho, várias guitarras e Eddie Vedder
Fotografia © Lisa Soares/Global Imagens

O cantor atuou durante mais de duas horas na noite passada, no festival do Sudoeste, perante 32 mil pessoas. A maioria delas não o viu quando apareceu de surpresa, por volta das 20h30.

Eddie Vedder surpreendeu tudo e todos quando subiu ao palco do festival do Sudoeste algumas horas antes do previsto para cantar um tema com Glen Hansard. Com concerto agendado para a meia noite e meia, o cantor brindou os poucos que decidiram aparecer ao início da noite para ver a atuação do irlandês. Vedde subiu ao palco para cantar uma música de Bruce Springsteen, "Drive all Night".

Eddie Vedder e Glen Hansard (que também é ator e até já ganhou um Oscar, em 2006, para melhor música original, pelo filme "No Mesmo Tom) conhecem-se bem, uma vez que o irlandês fez a digressão europeia do vocalista dos Pearl Jam para apresentação do disco "Ukelele Songs". "É um grande amigo e colega de estrada", afirmou horas depois, já na recta final do seu concerto a solo, quando o chamou para uma espécie de desgarrada musical em "Society", "Falling Slowly (de Glen Hansard) e "Sleppless Nights".

O concerto poderia ter ficado por aqui, mas Eddie Vedder decidiu prosseguir. A certa altura ficou sem som, mas continuou a tocar e a cantar como se nada tivesse acontecido e ainda interpretou "Hard Sun" e pediu ajuda para o Ribeira Surf Camp, em risco de ser expropriado.

Para trás estava um espetáculo a solo, em que, apenas apoiado no ukelele, nas guitarras, ora acústicas, ora elétricas, e no som do bater do pé no estrado de madeira, conseguiu imprimir ritmo. Isso e a ajuda de sucessos dos Pearl Jam, como "Soon Forget", "Better Man"ou "Best Kiss".

Pelo meio, uns goles de vinho do Alentejo e umas frases em português, que leu de uma extensa, cábula. "Nunca toquei para tanta gente sozinho. Com vocês aqui não me sinto sozinho", afirmou logo no início, quando também admitiu que o seu português era "uma bela merda". Sozinho não estava, de facto. O Festival do Sudoeste teve, finalmente, uma plateia composta: 32 mil pessoas, diz a organização.


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
6405Visualizações
1 Impressão
4Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 
Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password




PUB

Especiais

Recuar
Avançar
Coleção DN 150 anos - DN Destaque
BT Edições Multimédia
Epaper
Ocasião/Zaask - Destaque 300x100 DN (Pintura) (22-24Nov)



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Como classifica a atuação da justiça portuguesa nos últimos meses?

Muito boa
Boa
Média

Muito má
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper