Dormir como um rei

Porque hoje é Dia de Reis, falemos de realeza. De sítios ligados a reis, rainhas, imperadores e princesas, hoje transformados em cenários de evasão. Do hotel mais antigo do Porto, onde D. Pedro II carpiu mágoas pela perda do império, ao palácio diante do mar onde a aristocracia europeia se refugiu da guerra, há séculos de histórias para descobrir. Selecionámos dez hotéis que já serviram de pouso a monarcas portugueses e estrangeiros.

PORTO | GRANDE HOTEL DO PORTO

Inaugurado em 1880, o Grande Hotel do Porto é considerado um dos mais antigos hotéis da cidade em funciona­mento . É, portanto, natural que as paredes guardem muitas histórias - não só das estadas de políticos, escri­tores, espiões, refugiados de guerra, mas também da nobreza mundial. Algumas dessas passagens ficaram registadas nos nomes dos espaços do hotel. O restaurante D. Pedro II homenageia D. Pedro II e D. Teresa Cristina, ex-imperadores do Brasil, que ali encontraram refúgio, após a queda da monarquia no seu país. Em 1889, D. Teresa Cristina, que sofria de problemas cardíacos, acabou mes­mo por morrer no quarto 16. Por sua vez, o The Windsor Bar é uma home­nagem ao Príncipe de Gales, que vi­ria a ser coroado como Eduardo VIII. Colunas de mármore, grandes can­delabros e tetos trabalhados são ape­nas alguns dos luxuosos pormenores do Grande Hotel.

Rua de Santa Catarina, 197 (Baixa). Tel.: 222076690. Quarto duplo a partir de 60 euros por noite (inclui pequeno-almoço)

GUIMARÃES | POUSADA MOSTEIRO DE GUIMARÃES

Se há cidade rica em histórias de reis e rainhas é Guimarães, presu­mível berço de D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal. Terá sido a sua mulher, a rainha D. Mafalda, a mandar levantar o mosteiro, que assim o prometeu, caso o seu parto corresse bem. Como assim sucedeu, o mosteiro foi construído no sécu­lo xii e foi-lhe dado o nome da santa padroeira das mulheres em estado de graça, Santa Marinha. O edifício, que conta com interiores de pedra e bastante azulejaria, viu a zona das celas transformadas em quartos, os quais são preenchidos por peças dos estilos barroco e rococó. Os hóspe­des podem deambular pelo Salão Nobre, pela antiga biblioteca, pe­lo jardim interior ou pegar num dos guias botânicos e explorar o jardim, a mata e o pomar.

Largo Domingos Leite de Castro,
Lugar da Costa. Tel.: 253511249.
Quarto duplo a partir de 110 euros por noite (inclui pequeno-almoço)


CHAVES | VIDAGO PALACE HOTEL

Foi graças às ágias com efei­tos terapêuticos de Vidago que o rei D. Carlos I projetou o Palace Hotel - para que visitantes, turistas e a fa­mília real pudessem desfrutar dos benefícios da água com todo o con­forto. Apesar de nenhum rei portu­guês ter usufruído do hotel, dado ter aberto no dia 6 de outubro de 1910 - um dia após a Implantação da Repú­blica -, a aristocracia portuguesa e europeia acabou por se tornar clien­tela assídua. Em 2006, ofuscado por uma oferta internacional mais luxu­osa, acabou por fechar portas, rea­brindo quatro anos depois, atualiza­do mas mantendo a sua arquitetura faustosa. O enorme edifício cor-de--rosa, localizado numa área arbori­zada, e com os seus interiores deco­rados com inspiração belle époque, acolhe 70 quartos e suites, um spa com assinatura de Álvaro Siza Viei­ra, campo de golfe, jardim de inver­no, adega e está rodeado por um par­que centenário.

Parque de Vidago. Tel.: 276990900. Quarto duplo a partir de 170 euros por noite (inclui pequeno-almoço)


COIMBRA | QUINTA DAS LÁGRIMAS

A Quinta das Lágrimas foi cenário de uma das mais belas histórias de amor da história portuguesa, aque­la entre o infante D. Pedro e Inês de Castro. Segundo a lenda, foi nestes jardins que ambos se encontraram para namorar. Duas das suas fontes receberam nomes em memória do romance - a Fonte dos Amores, junto à qual os namorados se terão encon­trado, e a Fonte das Lágrimas, ao pé da qual Inês de Castro chorou antes de ser assassinada. Ambas podem ser vistas num passeio pelo jardim do hotel-monumento, inserido num palácio do século xix, que na prima­vera de 2016 foi alvo de melhora­mentos. Aos 52 sumptuosos quartos junta-se uma biblioteca, o Salão No­bre, o restaurante Arcadas e uma pe­quena sala de jantar para dois, sob o tema de Pedro e Inês.

Rua António Augusto Gonçalves. Tel.: 239802380. Quarto duplo a partir de 131 euros por noite (inclui pequeno-almoço)

MEALHADA | PALÁCIO DO BUÇACO

Em Plena Mata Nacional do Buça­co encontra-se um dos hotéis mais encantadores do país. O monumen­to nasceu como convento dos car­melitas, depois de parcialmente destruído passou a residência do úl­timo rei de Portugal, D. Manuel II, e foi tornado hotel de luxo em 1907, segundo um projeto do arquite­to italiano Luigi Manini. O Mosteiro dos Jerónimos, a Torre de Belém e o Mosteiro de Santa Cruz foram algu­mas das inspirações de Manini pa­ra o palácio, que está hoje decorado com diversas obras de arte, frescos, quadros e painéis de azulejos da au­toria dos grandes mestres portugue­ses do século xix. Seja nos majestosos quartos, no imponente restaurante ou na escadaria com carpete verme­lha, todos podem sentir-se como reis e rainhas.

Mata do Buçaco, Luso.
Tel.: 231937970. Quarto duplo
a partir de 100 euros por noite
(inclui pequeno-almoço)


SINTRA | POUSADA PALÁCIO DE QUELUZ

É no edifício Torre do Relógio, que re­plica a estrutura do Palácio Nacional de Queluz, mesmo em frente, que se localiza a Pousada de Queluz. O edi­fício da torre funcionava como arma­zém e aposentos do pessoal ao servi­ço do palácio, que acolheu a família real portuguesa a partir de 1794, de forma permanente. Na pousada ain­da é possível encontrar o Teatrinho, mandado construir por D. Maria I. Mas a sumptuosidade está espalhada um pouco por toda a pousada e pelo palácio - na decoração quente dos 26 quartos, na arquitetura com influên­cia do barroco e do rococó dos sécu­los xviii e xix, nos jardins, inspirados no estilo palaciano francês, e no res­taurante Cozinha Velha, onde as cha­minés foram conservadas e os cobres expostos ainda são os originais.

Largo do Palácio Nacional, Queluz.
Tel.: 214356158. Quarto duplo
a partir de 110 euros por noite
(inclui pequeno-almoço)


ÓBIDOS | CASA DAS SENHORAS RAINHAS

Elas não passaram por lá, mas rai­nha Santa Isabel, D. Maria I, D. Ma­falda e D. Isabel são alguns dos no­mes dos dez quartos que fazem parte da Casa das Senhoras Rainhas, mes­mo ao lado da muralha de Óbidos. A estreita ligação de algumas rainhas portuguesas à vila - como D. Leo­nor, fundadora do Hospital Termal das Caldas da Rainha, e Santa Isabel, que passou temporadas em Óbidos - levou à escolha do nome. Casa das Senhoras Rainhas seria também a designação que se dava a um conjunto de bens cedidos pelos monar­cas portugueses às suas mulheres, para constituir uma fonte de rendi­mento. No pequeno hotel de charme encontra-se ainda o restaurante Co­mendador Silva, com uma carta mo­derna e criativa.

Rua Padre Nunes Tavares, 6.
Tel.: 262955360. Quarto duplo
a partir de 113 euros por noite
(inclui pequeno-almoço)


CASCAIS | PALÁCIO ESTORIL HOTEL

Em frente ao Jardim do Estoril, não muito longe da frente de mar, sur­ge o Palácio Estoril Hotel, imponen­te mas recatado, graças à vegeta­ção que garante privacidade a quem descansa perto da piscina. O hotel, construído em 1930, acolheu várias famílias reais europeias durante a Segunda Guerra Mundial, mercê da posição de neutralidade de Portu­gal, assim como espiões britânicos e alemães. Estas histórias de espio­nagem acabaram por servir de ins­piração à personagem James Bond - e o hotel serviu de cenário ao filme Ao Serviço de Sua Majestade. A pro­cura do Palácio Estoril pela realeza europeia era tanta (e continua a ser) que foi lá criado, em 2011, o espaço de exposições Galeria Real com ins­tantâneos de várias figuras famosas. A par da galeria, o hotel tem ainda dois restaurantes, um bar, spa, es­paço de bem-estar e sete tipologias de quartos. Para quem se quer sentir verdadeiramente como um rei, re­comenda-se uma das suites Palácio de Luxo, que já foram ocupadas por personalidades como a rainha Vic­toria Eugenia de Espanha e os Con­des de Barcelona
.
Rua Particular, Estoril. Tel.: 214648000.Quarto duplo a partir de 170 euros por noite (inclui pequeno-almoço)


VILA DO BISPO | POU­SADA DE SAGRES

A Pousada de Sagres tem um am­biente fresco e leve, muito inspira­da pelo mar, ali ao lado, que acabou por marcar a história da vila. Segun­do se conta, o infante D. Henrique, o Navegador, terá vivido perto de Sa­gres e escolhido a vila tanto para ins­talar a sua escola de navegação como para a partida das primeiras carave­las rumo às expedições do século xv. Da pousada, além de se conseguir observar um dos mais bonitos po­res do Sol da costa portuguesa, con­segue-se ver também o promontório e a Fortaleza de Sagres, que terão si­do erguidos no início do século xv, a mando do infante, para servir de base de operações marítimas da expansão náutica portuguesa.

Ponta da Atalaia, Sagres.Tel.: 282620240 Quarto duplo a partir de 90 euros por noite (inclui pequeno-almoço)


FUNCHAL | BELMOND REID'S PALACE

Localizado num declive com vista para o Atlântico, o Belmond Reid's Palace foi imaginado pelo escocês William Reid, que chegou muito jovem à ilha da Madeira - e acabou por morrer antes de ver o seu hotel concluído. Apesar do infortúnio, o Reid's tornou-se o maior hotel de lu­xo da ilha, e a sua exuberância atraiu, e continua a atrair, várias persona­lidades da realeza mundial, como o rei Eduardo VIII, a imperatriz Zi­ta da Áustria e a princesa Stéphanie do Mónaco. Um momento que não se deve perder, e que também está dis­ponível para quem não está ali hos­pedado, é o afternoon tea, servido, com pompa e circunstância, entre as 15h00 e as 17h00, no lounge e no ter­raço. Além de uma carta com mais de vinte diferentes chás, o menu in­clui finger sandwiches, scones e pe­tit-fours.

Estrada Monumental, 139.
Tel.: 291717171. Quarto duplo
a partir de 315 euros por noite
(inclui pequeno-almoço)

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular