Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Khalid Sheik Mohammed: o jihadista que reivindica o 11 Setembro

por PATRÍCIA VIEGAS  

"Eu fui responsável pela operação do 11 de Setembro de A a Z".


A tão aguardada confissão foi feita por Khalid Sheikh Mohammed, em Março de 2007, em Guantánamo, numa audiência à porta fechada que depois foi divulgada aos media pelo Pentágono.

Além dos atentados terroristas que mataram quase três mil pessoas há sete anos, reivindicou ainda, segundo a transcrição da audiência, acções como o ataque contra o World Trade Center, em 1993, a operação Bojinka, a morte do jornalista Daniel Pearl ou a operação bomba nos sapatos, realizada em 2003, por Richard Reid. Estas confissões suscitam, no entanto, dúvidas aos serviços secretos ocidentais, pois muitos consideram impossível um só homem estar na origem de tantas acções e pensam que ele quer apenas tentar proteger outros terroristas e continuar, atrás das grades, a obra da sua vida. Mohammed, de 43 anos, viveu sempre como jihadista e assim quer morrer, caso seja condenado à pena capital pelo tribunal militar de excepção a que foi presente quinta-feira.


Natural do Koweit, de uma família paquistanesa do Baluchistão, Mohammed integrou a Irmandande Muçulmana aos 16 anos e, algum tempo depois, foi estudar para os EUA. Formou-se em engenharia mecânica numa universidade da Carolina do Norte, em 1986, mas decidiu ir dar o seu contributo na jihad anti-soviética que decorria no Afeganistão. Ali conheceu Abdul Rasul Sayyaf, um próximo de Massoud, que seria o seu mentor, refere o relatório da comissão americana que analisou o 11 de Setembro de 2001. Após a derrota afegã dos soviéticos, partiu então para o Qatar, onde trabalhou como engenheiro do Ministério da Electricidade e da Água até ao ano de 1996. A partir deste emirado enviou dólares para Nova Iorque, para apoiar o atentado ao World Trade Center, que fez seis mortos e mais de mil feridos e foi planeado pelo seu sobrinho Ramzi Yussef. Os dois encontraram-se, depois, nas Filipinas, para montar a operação Bojinka. Esta consistia em fazer explodir uma dúzia de aviões comerciais sobre o Pacífico e só foi descoberta por causa de um incêndio que levou à descoberta de um dos seus computadores.

O encontro com Ussama ben Laden, determinante, deu--se em 1996, em Tora Bora. Na altura, segundo testemunhos, Mohammed propôs ao número um da Al-Qaeda um ataque contra o World Trade Center para terminar aquilo que o seu sobrinho havia começado. Três anos mais tarde integrou, totalmente, a rede de Ben Laden, mas manteve sempre alguma autonomia, pois escondia a sua relação com o campo anti-talibã de Sayyaf.


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
2887Visualizações
2Impressões
1 Comentário
1Envio
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
Comentar

Caracteres disponíveis: 750

Receber alerta de resposta Aparecer como Anónimo
Lembrar dados pessoais
  • Comentar

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O DN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Receber alerta de resposta - será enviado um alerta para o seu e-mail sempre que houver uma resposta ao seu comentário. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados. Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

Se tem conta, faça Login

Email

Password

Legenda

Utilizador RegistadoUtilizador Registado    Utilizador Não RegistadoUtilizador Não Registado




Notícias
 

 

Paquistão assegura que não deu cobertura a Bin Laden

 

Alta Comissária para os Direitos Humanos pede "divulgação completa" de informações sobre morte

 

Fotos mostram três homens mortos na casa de Bin Laden

 

Líder terrorista pode ter sido executado pelos EUA

 

Obama reserva-se o direito de agir de novo no Paquistão

 

Obama decide não divulgar foto do cadáver de Ben Laden

 

Paquistão deve reforçar cooperação na luta antiterrorista

 

Republicanos usam Bin Laden para justificar tortura

 

Filha diz que pai foi apanhado vivo e depois assassinado

 

Popularidade de Obama sobe com morte de Bin Laden

 

Director da CIA admite tortura na obtenção de informação

 

CIA admite uso de tortura para ter informações sobre Bin Laden

 

Fotos de cadáver de Bin Laden serão divulgadas

 

EUA hesitam em divulgar fotos "horríveis" de Ben Laden

 

Barack Obama: EUA vivem "um grande dia"

 

Cerimónia fúnebre decorreu a bordo de porta-aviões norte-americano

 

"Líder Al-Qaida teve de ter apoio de responsáveis paquistaneses"

 

Conheça os detalhes da operação que levou à captura

 

Corpo de Bin Laden identificado com recurso ao cérebro da irmã

 

Morte de Bin Laden no Twitter antes do anúncio de Obama

 

Director da CIA alerta para possíveis represálias

 

VÍDEO: TV mostra imagens da casa onde Bin Laden foi morto após o ataque

 

Os principais acontecimentos em torno do líder da Al-Qaida

 

Especialista: Morte pode enfraquecer fundamentalistas, mas problema mantém-se

 

Talibãs paquistaneses prometem vingar líder

 

EUA ponderam divulgar fotos do cadáver de Bin Laden

 

Página do FBI já dá Bin Laden como morto

 

Um grande feito na luta contra o terrorismo

 

Oito meses de investigação concluem dez anos de caça

 

PERFIL: O combatente anti-russo e o rosto do terrorismo contra os EUA

 

Corpo de Bin Laden foi lançado ao mar após testes de ADN

 

O que fazer com o corpo de Bin Laden?

 

Morte de Bin Laden blinda Obama para eleições presidenciais

 

"Morte não é fim da Al-Qaida, nem do terrorismo"

 

Governo alemão: Morte é "boa notícia" para quem defende a paz

 

Foto de Bin Laden morto era "photoshop"

 

Itália satisfeita pela morte de líder da Al-Qaida

 

Japão vai reforçar segurança das bases militares

 

Kremlin saúda notícia da morte do líder da Al-Qaeda

 

Sarkozy: É a "derrota histórica da praga do terrorismo"

 

VÍDEOS: os festejos nos Estados Unidos

 

VÍDEO: o local onde Bin Laden estava escondido

 

VÍDEO: Obama confirma morte de Bin Laden

 

Cinco mortos na operação contra residência de Bin Laden

 

Festejos junto ao local das torres gémeas

 

Barack Obama confirma morte de Bin Laden

 

"É um grande alívio para todos os povos"

 

Vitória para os EUA e o mundo

 

Porta-voz da Embaixada de Portugal confirma festejos

 

Centenas de pessoas festejam junto à casa Branca

 

Centenas de milhares de pessoas desfilaram em todo o mundo

 

O pior dos tempos, o melhor dos tempos

 

EUA: uma tragédia de 20 em 20 anos

 

Viver e morrer através das imagens

 

"Mudou o mundo e mudou a aviação"

 

Eles imaginaram o novo World Trade Center

 

Como o cinema olhou para os atentados

 

"O Islão político falhou", diz ensaísta Abdelwahab Meddeb

 

Política e manifestações nos EUA ganham terreno a cerimónias alusivas à tragédia de 2001

 

"Invasão ao Iraque fez crescer quem quer combater a América"

 

EUA "nunca vacilarão" na sua perseguição à Al-Qaida

 

O novo World Trade Center concluido até 2012

 

Americanos assinalam tragédia com jornada de solidariedade

 

11 de Setembro: o atentado terrorista que chocou o mundo

 

Vários al-Libi, uma só base: a Al-Qaeda

 

Washington admite voos da CIA em solo britânico

 

Portugal acusado no transporte de 728 presos para Guantánamo

 

Giuliani criticado devido a campanha '9,11 dólares'

 

Viúva de Daniel Pearl processa a Al-Qaeda

 

Daniel Pearl, o jornalista americano que foi decapitado em Karachi

 

Suspeitos foram torturados pela CIA ao som de Eminem

 

Espanhóis prometeram vantagens a presos de Guantánamo em troca de colaboração

 

Estrasburgo aconselha a justiça portuguesa a investigar voos da CIA

 

Agentes do FBI testemunharam torturas a prisioneiros na base de Guantánamo

 

Portugal recebeu 91 escalas de voos da CIA

 

Governos europeus foram cúmplices

 

Americanos eliminam o "príncipe da Al-Qaeda"

 

Vídeo mostra falta de jeito de Zarqawi com armas

 

Suspeito do 11 de Setembro condenado a prisão perpétua

 

FBI ignorou avisos sobre 11 de Setembro

 

Motassadeq libertado

 

Portugal visitado 25 vezes por aviões da CIA em 2005

 

CIA utilizou o espaço aéreo alemão mais de 400 vezes

 

Espanha investiga escalas de voos da CIA no seu território

 

Prisão perpétua para assassino de Van Gogh

 

Base americana em solo cubano

 

Os objectos perdidos do World Trade Center

 

Quando Bush teve de iniciar a guerra

 

Garzón criticou em Lisboa privação de direitos legais dos prisioneiros detidos pelos EUA

 

Recordar todas as vítimas num monumento

 

Muitas suspeitas mas poucas certezas

 

Inimigo número um da América

 

«Crash» nas bolsas de todo o mundo

 

Risco de recessão aumenta

 

A impressionante implosão das Torres Gémeas

 

Aznar interrompe visita à Estónia

 

O ataque ao centro de decisão militar dos Estados Unidos

 

Porta-aviões prontos a avançar

 

Clinton apoia sucessor

 

Colin Powell regressa de Lima

 

Passageira telefonou do avião

 

Italiano desce 76 andares a pé

 

Cenas de pânico nas ruas de Washington

 

«Nada ficará como antes» na aviação civil mundial

 

Governo de Bush apanhado de surpresa tarda a reagir

 

Pentágono ficou reduzido a uma espécie de fatia de tarte de maçã

 

George Bush refugia-se na «Casa Branca voadora»

 

Pesadelo também português

 

China «colada» aos directos dos EUA

 

Gregos receiam repercussões do ataque na região

 

Bolsa do Brasil encerrou a perder nove por cento

 

Americanos em Espanha estavam em alerta

 

Alemães incrédulos até recordaram a II Guerra Mundial

 

França reactivou plano de vigilância absoluta

 

Itália em alerta como se estivesse em guerra

 

Medidas de segurança reforçadas em todo o mundo

 

Pilotos foram assassinados

 

Alguém fez explodir a «maçã»

 

EUA contam mortos

 

Pilotos foram assassinados

 
Entrevistas
 

 

John Bellinger: "Não fizemos tudo bem desde o 11 de Setembro"

 

Trevor Paglen:"Após o 11 de Setembro, as luvas caíram"

 

Aicha el-Wafi: "Vou apresentar recurso, mas espero que Bush saia"

 

Ruhal Ahmed: "Éramos continuamente torturados"

 

Yassin Musharbash: "Já não é possível destruir a Al-Qaeda militarmente"

 

Paul Scheffer: "Islão deve aprender a viver em minoria"

 

O mártir da Al-Qaeda luta por uma utopia vazia

 
Opinião
 

 

Ontem foi um bom dia

 

Primavera sem Ben Laden

 

O terrorismo global continua vivo

 

"Matar", disse ele. E cumpriu o que disse

 

Um mundo sem Ben Laden

 

CINCO ANOS DEPOIS...

 

Limites

 

Amizade sim, submissão não

 

Um Ano Depois

 

NOVA ORDEM

 

III GUERRA

 

OBRA DE SATÃ

 

RESPOSTA

 

IMPÉRIO

 

SINAIS

 

QUAIS SERÃO AS CONSEQUÊNCIAS DOS ATENTADOS NOS EUA?

 

CIVILIZAÇÃO E BARBÁRIE

 

O QUE FALHOU NOS EUA?

 
Links úteis
 

 

Links e vídeos

 
Perfil
 

 

Salim Hamdan, o motorista de Ben Laden

 

Khalid Sheik Mohammed: o jihadista que reivindica o 11 Setembro

 

O QUE MUDOU NA VIDA DE 11 DOS PROTAGONISTAS DO 11 SETEMBRO

 

Uma vida, duas 'mortes'

 



PUB

Especiais

Recuar
Avançar
BT Edições Multimédia
Epaper
Ocasião/Zaask - Destaque 300x100 DN



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Qual o melhor presidente para o Brasil?

Dilma Rousseff
Aécio Neves
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper