Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Media

TVI passou de situação financeira deficitária para líder de audiências

 

A TVI, "jóia" da coroa da Media Capital que deverá passar a contar com a PT entre os seus proprietários, nasceu em 1993, e passou de um passivo de 8 milhões de euros em 1997 para actual líder de audiências.

Com 16 anos de emissão, o quarto canal de televisão generalista foi fundado por entidades ligadas à Igreja Católica, incluindo a Rádio Renascença, a Universidade Católica Portuguesa e o Santuário de Fátima, sendo actualmente detida maioritariamente pelos espanhóis da Prisa, que detém com 94,4 por cento do capital da dona da TVI, a Media Capital.

A história da TVI pode, no entanto, resumir-se em duas fases essenciais: antes e depois da entrada da Media Capital.

O grupo Media Capital entrou no capital social da TVI em 1997, ao comprar 30 por cento da estação, tendo Miguel Paes do Amaral assumido a presidência do grupo.

Nesse ano começou a reformulação da estação de televisão que até então registava um fraco desempenho em termos de audiências e de receitas publicitárias.

Logo no ano seguinte, a Sonae, associada à Cisneros e à Lusomundo passa a deter a gestão da televisão depois de conseguir uma posição de relevo em várias assembleias-gerais.


Ler Artigo Completo(Pág.1/5) Página seguinte
Patrocínio
 
11092Visualizações
17Impressões
1 Comentário
3Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 
Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password





PUB
NOS ConferênciaPrémioInovaçãoNOS - DN Destaque

Especiais

Recuar
Avançar
PEPE Jornadas Empreendedorismo Turismo - DN Destaque
BT Edições Multimédia
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Pensa que as taxas de juro negativas são boa notícia para as famílias portuguesas?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper