Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Dívidas no crédito ao consumo sobem 27%

por PAULA CORDEIRO  

As estatísticas do crédito referentes a Abril demonstram que está a aumentar o crédito malparado. Seja no consumo, na habitação ou em geral, o peso da cobrança duvidosa é cada vez maior.

O endividamento dos portugueses voltou a subir em Abril. Apesar da crise, o recurso ao crédito não dá sinais de abrandar. Mas, mais do que a subida na concessão de crédito, registou-se um aumento mais acentuado no malparado.

Os montantes totais em incumprimento subiram, em valores absolutos, 16,4% até Abril face a igual mês do ano passado, ultrapassando a fasquia dos 2,5 mil milhões de euros, com especial agravamento nos empréstimos ao consumo. Face ao total concedido, o rácio de malparado subiu para 1,9%, mais 5,5% que nos primeiros quatro meses de 2007.

De acordo com o boletim estatístico de Junho do Banco de Portugal, ontem divulgado, o crédito de cobrança duvidosa no consumo subiu 57% em montantes absolutos de Abril a Abril, com o crédito total concedido a particulares para a compra de automóveis, electrodomésticos e outros bens de consumo a subir 25%, para os 14,7 mil milhões de euros.

Perante esta subida acentuada do malparado, o rácio de incumprimento passou para 3,8% do total atribuído, uma subida de 26,6% face a igual mês do ano passado.

Apesar do aumento mais acentuado no financiamento ao consumo, o malparado cresceu igualmente nos empréstimos à habitação e no crédito em geral, visível através de um aumento do rácio de incumprimento. Assim, a cobrança duvidosa na habitação representava, em Abril, 1,3% do total concedido para este efeito, ou seja, um aumento de 8,3% face ao mesmo rácio registado em Abril de 2007.


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
947Visualizações
0Impressões
0Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 
Comentar

Caracteres disponíveis: 750

Receber alerta de resposta Aparecer como Anónimo
Lembrar dados pessoais
  • Comentar

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O DN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Receber alerta de resposta - será enviado um alerta para o seu e-mail sempre que houver uma resposta ao seu comentário. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados. Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

Se tem conta, faça Login

Email

Password

Legenda

Utilizador RegistadoUtilizador Registado    Utilizador Não RegistadoUtilizador Não Registado




Notícias
 

 

Portugal hipotecado no final do ano

 

Malparado nos empréstimos ao consumo aumentou 70%

 

Endividamento das famílias: uma realidade a crescer

 

Portugueses preferem juntar dívidas no banco

 

23 mil famílias já não pagam crédito da casa

 

Bancos começam hoje a usar 'aval' do Estado

 

Os tempos difíceis segundo Cavaco

 

Portugueses pedem menos dinheiro à banca

 

Endividamento em alta

 

Famílias vão ter de cortar nas contas até 2009

 

Banca deve 53,4% do PIB ao estrangeiro

 

Dívidas no crédito ao consumo sobem 27%

 

Economia está a arrefecer há sete meses consecutivos

 

Dívida total das famílias chega a 129% do que ganham por ano

 

Dívidas à banca vão crescer, alerta o Banco de Portugal

 

Poupar desde pequeno

 

Malparado está a descer no crédito

 

Cada português já deve 12,5 mil euros

 

Portugueses abrandam procura de crédito

 

Famílias vão ter mais dificuldades no crédito

 

Cada português pagou em média 410 euros de juros à banca estrangeira

 

Consolidar créditos para 'esticar' dívidas

 

Cada português deve 12,8 mil euros ao estrangeiro

 

Dívida total ao estrangeiro atinge 71,6% da riqueza

 

Empréstimos Dívidas à banca estão a limitar despesas de consumo

 

Desemprego, salários e endividamento explicam desencanto nacional

 

Juros dos empréstimos ao consumo sem aumentos

 

Crédito malparado dispara no consumo

 

As famílias mais endividadas da UE

 

Dívidas das famílias são 118% do salário anual

 
Entrevistas
 

 

O consumidor precisa aprender a conhecer o valor do dinheiro

 
Links úteis
 

 

Links e Vídeos

 



PUB
Continente UVA D'OURO 2014 DN 300x100

Especiais

Recuar
Avançar
BT Edições Multimédia
Ocasião/Zaask - Destaque 300x100 DN
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Acredita que a Justiça ficará mais eficaz com o novo mapa judiciário?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper